31 março, 2008

São Brás de Alportel

Entrada sul: obra arranca hoje

A obra de reabilitação da entrada sul de São Brás de Alportel arranca já hoje, 31 de Março. Os trabalhos têm um custo global de 208.028,29 euros com um prazo de execução de 4 meses.

Trata-se de mais uma estratégia de requalificação das entradas da Vila que dá continuidade à obra de reabilitação da entrada norte, recentemente executada, entre o Largo de São Sebastião e a Rotunda da Circular Norte, na Rua Serpa Pinto.
A execução da obra inclui assim, a intervenção nas Ruas João Rosa Beatriz e Luiz Bívar, a renovação e ampliação dos passeios existentes, bem como a construção de novos passeios e a instalação de mobiliário urbano.
O projecto pretende uma melhoria da iluminação pública, a ampliação dos espaços de estacionamento, com a criação de 30 novos lugares e o melhor ordenamento do trânsito que passa a fazer-se num só sentido (norte) desde o cruzamento da Rua João Rosa Beatriz, com a Rua João Louro, até ao Largo de São Sebastião.
Esta é a primeira fase da execução das zonas envolventes ao Terminal Rodoviário, objecto de um plano de pormenor que prevê a valorização desta zona central da Vila de São Brás de Alportel e que numa segunda fase prevê a valorização do Parque da Vila.
Cristina Elói - in "Região Sul"

30 março, 2008

"MEMÓRIAS DA TELEFONIA"

Waterboys • "The Whole of the Moon" • 1985 • Ao Vivo

Internet acessível a todos em São Brás de Alportel

"Espaço Internet" inaugurado com "Primavera Jovem 2008"

Espaço Internet de São Brás de Alportel abriu no passado 28 de Março, com a realização de uma sessão inaugural que marcou também a abertura do Programa “Primavera Jovem 2008”, e desta forma assinalando o Dia Mundial da Juventude.


Mais do que um novo ponto público de acesso à Internet, acessível a todos designadamente os cidadãos com necessidades especiais, o Espaço Internet de São Brás de Alportel é também “um espaço de formação, para todos”, como referiu o autarca são-brasense, António Eusébio, dizendo que “na sociedade do conhecimento, quando a Internet se assume como um dos mais importantes veículos da comunicação no mundo, queremos que todos possam estar incluídos neste Espaço Global de conhecimento e informação”, adiantando também que um dos objectivos é “combater a info-exclusão”, medida da maior importância “para que possamos construir uma sociedade mais inclusiva e desenvolvida”.


De referir que Espaço Internet de São Brás de Alportel, dispõe de 14 computadores pessoais, com capacidade de impressão de documentos. É um projecto co-financiado pelo FEDER, através do Programa Operacional Sociedade do Conhecimento (POS_C), resultante de uma candidatura que a Câmara Municipal de S. Brás apresentou no início de 2006, com um investimento que ultrapassa os 100.000 euros, no qual a população sénior constitui um dos público-alvo, “onde os mais idosos poderão também atrever-se a descobrir as novas tecnologias da informação e da comunicação”.


O Espaço Internet funciona numa dependência da autarquia, localizada na Avenida da Liberdade, no centro da Vila de São Brás de Alportel, próxima de vários equipamentos escolares, e por isso muito próximo do seu público-alvo prioritário. Este espaço integrará numa segunda fase, a Loja da Juventude, um novo serviço de apoio aos jovens, que contará com um conjunto de valências, em áreas como a saúde, a educação e a formação.


Saliente-se ainda que está em curso a partir de agora o novo Programa “O nosso encontro no espaço”, que congregará um conjunto de acções e actividades, com a colaboração da FDTI, Fundação para a Divulgação das Tecnologias da Informação, no âmbito da estratégia de promoção do acesso às novas tecnologias da informação e comunicação e de combate à info-exclusão, desenvolvida pela autarquia. Por exemplo, a obtenção da “carta de condução na Internet” é uma das acções deste programa que se propõe ensinar os mais inexperientes a conduzir na auto-estrada da comunicação.
in "Região Sul"

29 março, 2008

SUGESTÃO DE FIM - DE - SEMANA


Para melhor visualização, clicar no Cartaz.

Governadora Civil de Faro dedica “Março Solidário” à Rede Social e Linha de Emergência

A Governadora Civil do Distrito de Faro, Isilda Gomes, realiza na próxima segunda-feira, 31 de Março, a segunda jornada do “Março Solidário”, iniciativa integrada nas “Agendas Temáticas”, projecto que visa dar voz aos que contribuem para a melhoria das condições de vida de residentes e visitantes da região.

Na segunda jornada do “Março Solidário”, dedicada à Rede Social e Linha de Emergência, Isilda Gomes participará, durante a manhã, na reunião da Plataforma Supra-Concelhia do Algarve, à qual se seguirá uma conferência de imprensa. Durante a tarde a Governadora Civil visitará o Centro Comunitário António Aleixo, em Quarteira e acompanhará situações reais registadas pela Linha Nacional de Emergência Social.

O “Março Solidário” teve início no dia 14 de Março, com a realização de visitas a quatro Instituições Particulares de Solidariedade Social vocacionadas para o acolhimento de crianças e jovens em situações de risco, nomeadamente a Creche e Jardim-de-Infância do Núcleo de Olhão da Cruz Vermelha Portuguesa (CVP); o Centro de Acolhimento Temporário (Protecção à Rapariga) da Junta Diocesana de Faro; a Creche e Jardim-de-Infância do Centro Infantil do Chinicato, do Centro de Assistência Social Lucinda Amino dos Santos (Lagos) e o Lar de Crianças e Jovens Bom Samaritano (Portimão).

Na sequência desta primeira deslocação Isilda Gomes realçou o “trabalho meritório” que os técnicos do sector têm desenvolvido na região, bem como “a eficácia” do Centro Distrital de Segurança Social, no âmbito dos programas de apoio a estas instituições.

O “Março Solidário” prosseguirá nos dias 7 e 11 de Abril, dedicados, respectivamente, à Deficiência e aos Idosos.

O projecto “Agendas Temáticas”, que abrangerá áreas tão diversas como a solidariedade social, a cultura, a protecção civil e a agricultura, entre outras, integrará ainda as edições “Abril Cultural”, “Maio Floresta Segura” e “Junho dos Primores”.

MARÇO SOLIDÁRIO - PROGRAMA

Dia 31 de Março (2º Dia) - Rede Social e Linha de Emergência

09h30/13h00: Reunião da Plataforma Supra-Concelhia do Algarve, no Centro Distrital de Faro - Edifício Sede da Segurança Social de Faro
13h00: Conferência de Imprensa sobre o tema em análise - Edifício Sede da Segurança Social)
15h00: Visita ao Centro Comunitário António Aleixo, em Quarteira
17h30: Acompanhamento de situações da Linha Nacional de Emergência Social -Edifício Sede da Segurança Social de Faro

28 março, 2008

HABITUS CLUB APRESENTA: Sex 28 Almost5 - Sab 29 - Dj Neo

Relógios adiantam na madrugada do próximo Domingo

Os ponteiros dos relógios serão adiantados uma hora na madrugada do próximo domingo em Portugal Continental e na Região Autónoma da Madeira, passando a vigorar a hora legal de Verão.
De acordo com o Observatório Astronómico de Lisboa,
quando for 1:00 de Domingo (30 de Março), os relógios serão adiantados 60 minutos, passando para as 2:00 horas da manhã. Na Região Autónoma dos Açores a mudança será feita à 00:00 de Domingo, adiantando o relógio uma hora, passando para a 01:00 da manhã.

Regional

De 100 fábricas de conservas restam três no Algarve - Nenhuma consome atum algarvio

Hoje, já nem o único industrial de Vila Real de Santo António - povoação onde há meio século chegaram a conviver mais de 30 fábricas - consome o atum que passa na costa do Algarve, a caminho da desova no Mediterrâneo.

A fábrica de Dâmaso Nascimento é uma das três conserveiras de todo o Algarve, e a mais recente, mas a região chegou a ter uma centena de unidades de conservas de peixe em simultâneo, nos anos 50 e 60.
"Encomendo-o a uma empresa de Vigo, na Galiza", esclarece o empresário, sublinhando que a espécie capturada pelos galegos a bordo das suas "fábricas piscatórias" no Mar do Norte é bem diferente da "espécie algarvia", hoje à beira da extinção.Enquanto os espécimes do Mediterrâneo (Thunnus thynnus), também chamado atum azul, mas com um interior mais vermelho, podem chegar aos 500 quilos, os espécimes que a Dâmaso Conservas importa (Neothunnus Albacora) não ultrapassam os 170 quilos e têm um peso médio de 90 a 100 quilos. Hoje, a mesma região que teve 100 fábricas - além das 30 de Vila Real, sete em Tavira, cerca de 40 em Olhão, 30 em Portimão e duas em Lagos - não tem atum, nem tão pouco frota pesqueira para o capturar.

Em 2002, a Comissão Internacional para a Conservação do Atum Atlântico (ICCAT), que estipula regras para a pesca do atum-azul, estabeleceu um máximo de 32 mil toneladas anuais de capturas no Atlântico e no Mediterrâneo.Em Novembro de 2006, o ICCAT, numa tentativa de evitar a pesca em excesso, reduziu ainda mais esse limite e até 2010 só será permitido pescar 25.500 toneladas.

Fonte do IPIMAR (Instituto de Investigação das Pescas e do Mar) disse à Lusa que os valores capturados em Portugal - cerca de 1.000 toneladas/ano - são "uma gota de água" comparados com aqueles valores.Depois do fim das capturas nacionais em jaulas e do fim da frota de pesca há três décadas, as capturas ao largo do Algarve estão por conta exclusiva de uma "jaula" que se encontram no Oceano junto à Ria Formosa, explorada por uma empresa japonesa.

A "Tunipex", assim se chama a empresa, recolhe o atum que regressa do Mediterrâneo depois da desova e encarrega-se de o engordar, durante quatro a cinco meses.Procedem depois à captura individual dos espécimes e ao seu envio para o Japão, por via aérea, conservados com meios tecnologicamente avançados.Graças a esses meios, os exemplares são vendidos nos mercados japoneses como peixe fresco e chegam a atingir preços de 150 a 200 euros por quilo.

Ao contrário dos portugueses, os espanhóis têm vindo a aumentar as capturas por todo o Mediterrâneo, chegando a rebocar as próprias armações durante 30 dias, até Múrcia, acrescentou a mesma fonte do IPIMAR.Os especialistas da ICCAT calculam que, mesmo com cotas e limitações - entre as quais as de usar satélites e meios aéreos para detectar cardumes -, as capturas excedem actualmente em 40 por cento os limites legalmente estabelecidos, isto é, rondarão as 37 mil toneladas/ano até 2010.

Comparativamente com estes valores, as 200 toneladas de atum do Mar do Norte importadas por mestre Dâmaso Nascimento são uma gota de água num oceano de atum.

Mas o nível de capturas e o jogo da oferta e da procura podem fazer crescer ou baixar os preços e condicionar o negócio do antigo director de produção. Lusa

27 março, 2008

Espaço Internet de São Brás de Alportel abre a 28 de Março

O Espaço Internet de São Brás de Alportel tem abertura marcada para o próximo dia 28 de Março, sexta-feira, pelas 18h00.

No Dia Mundial da Juventude, a Câmara de São Brás de Alportel abre as portas ao público de um novo espaço do município, dirigido aos jovens, de todas as idades, e muito especialmente aos jovens que já viveram muitas Primaveras…

“A população sénior constitui mesmo um dos público-alvo deste espaço, onde os mais idosos poderão também atrever-se a descobrir as novas tecnologias da informação e da comunicação”, como refere o Presidente da Câmara, António Eusébio, sublinhando que nos últimos anos, tem sido crescente a participação da população mais idosa num conjunto de programas de actividades promovidas no município.

O Espaço Internet está localizado na Avenida da Liberdade, numa zona nobre e central da Vila, próxima de vários equipamentos escolares, e por isso muito próximo do seu público-alvo prioritário.Totalmente equipado com mobiliário adequado e climatização, o Espaço Internet conta com 14 computadores com acesso à Internet, com possibilidade de impressão de documentos por parte dos utentes.

E porque as acessibilidades constituíram uma prioridade deste projecto, todas as barreiras arquitectónicas do espaço foram eliminadas e um dos pontos de acesso à Internet está equipado para permitir a utilização a pessoas com necessidades especiais.

Paz e Liberdade para o Tibete!!!

Não pudemos pactuar com a opressão...
Este Povo não pode continuar amurdaçado...
Paz e Liberdade para o Tibete!!!

«Algarve Maximus – Prémios Turismo do Algarve»

ENTREGA DE CANDIDATURAS ATÉ AO DIA 30

O prazo de entrega de candidaturas aos prémios «Algarve Maximus» termina no próximo dia 30 de Março. A pouco mais de uma semana do fim da data limite de recepção dos projectos, muitos podem ainda mostrar como as suas boas práticas elevaram, em 2007, a qualidade do turismo no Algarve.

Após o final desta primeira fase para a entrega das propostas, caberá a um júri escolher três candidatos por cada categoria a concurso: «Ambiente e Património»; «Comunicação Social»; «Individualidades»; «Animação e Promoção Turística»; «Equipamentos e Serviços Turísticos» e «Inovação, Investigação e Desenvolvimento».
Em «Ambiente e Património» incluem-se todas as iniciativas relacionadas com a preservação e com a valorização do património ambiental, cultural e arquitectónico, como por exemplo a utilização de combustíveis alternativos pelas empresas.
A categoria «Comunicação Social» destina-se em exclusivo aos jornalistas e repórteres fotográficos que tenham publicado artigos e fotografias ou produzido peças em qualquer meio – imprensa, rádio, televisão, Internet – sobre o Algarve, contribuindo para a divulgação da região.
Se a área de intervenção no Algarve for a «Animação e Promoção», então poderão participar no concurso todos os eventos de animação turística, cultural e desportiva – caso de festivais, feiras, festas – que em 2007 tenham aumentado a notoriedade do destino.
Os «Equipamentos e Serviços Turísticos» abrangem a sublimidade das estruturas multiusos, desportivas, de lazer, de saúde e bem-estar da região e prevêem a integração dos projectos mais sonantes nas áreas da formação profissional, da gestão da qualidade e da segurança do destino turístico.
Porque o campo investigacional também é valorizado, o espaço «Inovação, Investigação e Desenvolvimento» abre as portas aos trabalhos de pesquisa e intervenção no âmbito das novas tecnologias e da informática.
Todas estas categorias, à excepção da das «Individualidades» que funciona por nomeação do painel de jurados, dependem de candidatura prévia.
Apurados os nomeados, segue-se uma votação em linha através do sítio oficial da Região de Turismo do Algarve (RTA) na Internet –
www.rtalgarve.pt –, momento em que o público será o grande decisor, já que determinará com os seus votos quem vai arrecadar os troféus.
Os vencedores serão anunciados numa cerimónia que terá lugar no dia 27 de Setembro, coincidindo com as comemorações do Dia Mundial do Turismo.

Sobre os prémios

Os prémios «Algarve Maximus», que substituem as «Medalhas de Mérito Turístico», são uma iniciativa da RTA. Têm o intuito de fomentar a qualidade do turismo no Algarve, motivando as organizações a serem exemplos de excelência, boas práticas e inovação em actividades ligadas directa ou indirectamente ao turismo.
Todos os cidadãos, empresas, entidades públicas e associações algarvias podem candidatar- -se, desde que tenham contribuído no campo científico, empresarial, associativo, académico ou de intervenção territorial para a excelência da região.
Para descarregar o formulário de candidatura ou para consultar o regulamento, basta aceder à homepage do sítio
www.rtalgarve.pt.

26 março, 2008

FIMA está de volta

Porque o Algarve não é só turismo, a cultura marca presença em mais uma edição do Festival Internacional de Música do Algarve. Música e dança da mais alta qualidade a nível mundial num concelho perto de si.
Mais pormenores no "Observatório do Algarve".

Jaime Silva vem a São Brás de Alportel...

Ministro da Agricultura vai ter três dias de reuniões e visitas

O Ministro da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas, Jaime Silva, vai estar de quarta a sexta-feira no Algarve, para reunir com associações do sector, visitar instalações da Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve e reunir com os funcionários. O périplo do Ministro começa em Faro e passa por São Brás de Alportel.
Saiba mais aqui!

Farol de São Vicente só reabre no fim do ano

Na melhor das hipóteses, o Farol do Cabo de S. Vicente só abrirá ao público no final de 2008. O farol está fechado desde meados de 2005, mas as restrições orçamentais e problemas encontrados na execução fizeram a obra arrastar-se. Turista sofre…
Saiba mais aqui!

25 março, 2008

NOVA BROCHURA ROTA DA CORTIÇA DESTINADO AO TRADETURÍSTICO

A Rota da Cortiça produziu recentemente uma brochura promocional de 16 páginas, multilingue, que sistematiza as várias vertentes que compõem o itinerário de visita: património, natureza, vida rural, tradição, inovação e conhecimento.

Cada uma destas vertentes é apresentada em duas páginas numa descrição concisa e que engloba ainda um mapa esquemático com o itinerário geral. Em torno deste bem de características únicas, a Rota da Cortiça será, a partir do Verão de 2008, um produto turístico inovador que orientará o visitante para a descoberta de toda a fileira da cortiça: desde os sobreirais da serra algarvia até às fábricas onde a alta tecnologia transforma a cortiça num elemento fundamental para os melhores vinhos.

Como o próprio nome indica, “Rota da Cortiça” implica, genericamente, um percurso que se desenrolará em torno deste tema. Ou seja, os visitantes terão a oportunidade de, partindo de São Brás de Alportel, conhecer os principais núcleos da cadeia de produção e transformação desta nobre matéria-prima: o sobreiral, a fábrica tradicional preparadora e a fábrica moderna de transformação. Em cada um destes locais funcionará um pólo de interpretação com painéis informativos e sistemas multimédia.

A Cortiça é o fio condutor desta viagem marcada por 6 temas fortes – Património, Natureza, Vida Rural, Tradição, Inovação e Conhecimento – tantos quantos os pólos que estruturam os itinerários a percorrer. Descobrir a fileira da cortiça no seus meandros, encantos e segredos, visitar sobreirais e fábricas, contactar com os trabalhadores e conhecer os costumes que marcaram épocas, é o desafio lançado.

Esta brochura de apresentação geral da Rota da Cortiça, está acessível para download em www.rotadacortica.pt.

A pensar no público final, a equipa está a preparar uma outra publicação com informação mais detalhada dos circuitos e que estará disponível por altura da apresentação oficial da Rota da Cortiça, a 26 de Julho de 2008.

Faro a três dimensões...

Já é possível visualizar a três dimensões e online nove cidades portuguesas, entre elas Faro. Saiba como e espreite a capital algarvia.

A visualização a três dimensões de todas as capitais de distrito portuguesas vai ser possível, graças a uma aplicação hoje apresentada e na qual já se pode “visitar” nove cidades nacionais.
As nove cidades que já podem ser vistas em alta definição, para já, são Lisboa, Porto, Braga, Guimarães, Aveiro, Coimbra, Leiria Setúbal e Faro.
O representante da Microsoft Portugal, José Fernandes, escusou contudo avançar, em declarações à agência Lusa, quando ficarão todas as maiores cidades disponíveis para visualizar com imagens de uma definição que permite distinguir marcas de automóveis em circulação ou até caixas de ar condicionado nas fachadas dos prédios.
A aplicação está disponível ao público através da página
http://maps.live.com/ e resulta de um acordo entre o Governo e a Microsoft para melhorar os conteúdos da plataforma informática Vitual Earth no que respeita a Portugal.
Esta aplicação, acessível num computador normal ligado à Internet, já possibilita ver no ecrã o que se pode observar numa viagem ao longo do país, previamente definida nas ferramentas do programa, apresentado numa cerimónia realizada no Ministério do Ambiente, em Lisboa.
A “ferramenta” tem ainda grande utilidade para as instituições públicas, principalmente as que estão ligadas ao ordenamento do território, e tem entre os principais parceiros o Instituto Geográfico de Portugal, organismo tutelado pela Ministério do Ambiente, Ordenamento do Território e Desenvolvimento Regional.
Ao todo, segundo o responsável da Microsoft Portugal, a empresa investiu cerca de um milhão de euros no projecto.
O sistema desenvolvido em Portugal é considerado dos mais avançados a nível mundial e tem como característica única cobrir todo o território com uma definição de imagem igual e a três dimensões, incluindo as regiões autónomas dos Açores e da Madeira.
As imagens usadas na plataforma digital foram recolhidas, na sua maioria em 2006 - no caso da alta definição das nove cidades, em 2007 - e deverão ser renovadas a um média de cada dois anos, explicou José Fernandes.
Além dos custos que implica a obtenção das fotos - as de alta definição são obtidas por avião, as outras por satélite - e o facto de a “morfologia do território não sofrer grandes alterações” nesse prazo é a justificação apresentada pelo responsável da Microsoft Portugal para as imagens não serem actualizadas em prazos mais curtos.
A apresentação da nova “ferramenta”, que vai ser utilizada pela administração central, principalmente como auxiliar na área do Ordenamento do Território, deverá ser utilizada também pelas autarquias, sugeriu a secretária de Estado da Modernização Administrativa, Maria Manuel Leitão Marques. A cerimónia foi presidida pelo ministro do Ambiente, Nunes Correia.

24 março, 2008

Nasceu a ALFA

ALFA – Associação Livre Fotógrafos do Algarve. Foi formalizada no passado dia 7 de Março. O objectivo é dinamizar a actividade na região algarvia. É destinada a amadores e profissionais, naturais ou residentes no Algarve.

Cerca de quatro meses depois do início do processo, pensado por dois jornalistas, Manuel Andrade do Algarvepress e João Prudêncio da Lusa, a ALFA acaba de ser legalmente formalizada e começa a actividade com 36 sócios. A associação surge com intuito de promover exposições, batidas fotográficas, cursos, workshops, convívio, e todas as actividades ligadas à arte fotográfica.

Ainda sem uma semana de existência, encontra-se agora a alinhavar outros assuntos importantes como a sua fixação em sede e a criação de um site. Todavia, um curso de iniciação à fotografia já está agendado para dias 12 e 13 de Abril. Será ministrado pelo recém empossado presidente da associação, Jovino Baptista. Vai ter lugar nas instalações do IPJ em Faro.

Um passeio fotográfico à cidade de Tavira será a segunda actividade a realizar pela associação. Acontece no dia 19 de Abril. Os interessados em associarem-se e a participar nas actividades da ALFA devem pedir informações através do mail: alfa.infor@sapo.pt

São Brás de Alportel com melhores acessos

Começam hoje as obras na entrada sul da vila de São Brás de Alportel, obra que se prevê estar concluída dentro de seis meses. Esta obra “vem na estratégia de melhoria dos acessos”, revela António Eusébio, presidente da Câmara Municipal de São Brás de Alportel.

A obra, com um custo que ronda os 400 mil euros e um prazo de execução a seis meses, pretende também “melhorar todo o tráfego que já se faz no interior da vila”.
A obra, que conta com o financiamento total da autarquia, apenas começa esta segunda-feira para que a Festa das Tochas Floridas, uma tradição pascal secular em São Brás de Alportel, se pudesse realizar sem inconvenientes.
A intervenção vai realizar-se “desde a actual circular até ao centro de São Brás, no Largo de São Sebastião, requalificando logo parte da zona central”, conta o autarca sambrasense.
Circular Norte à vista
Além das obras na zona sul da vila, a autarquia tem já em curso o projecto da Circular Norte, uma obra com um custo de um milhão e meio de euros, que se prevê que tenha início entre Outubro e Novembro de 2008, ficando concluída um ano depois.
Recorde-se que São Brás de Alportel está também incluída na Concessão Algarve Litoral, projecto de requalificação da EN 125, indo beneficiar de uma nova via de ligação entre a vila e a cidade de Faro.
Com 14 quilómetros de extensão e a funcionar como uma variante à Estrada Nacional (EN), além de proporcionar melhores acessos a São Brás de Alportel, a nova estrada pretende diminuir os números negros da sinistralidade na zona.
Inês Correia in "Observatório do Algarve"

23 março, 2008

Secular Procissão de Aleluia

São Brás de Alportel prepara-se para mais uma Festa das Tochas Floridas

No próximo domingo de Páscoa, dia 23 de Março, São Brás de Alportel será uma vez mais palco de uma das mais genuínas manifestações culturais de cariz religioso do país - a secular Procissão de Aleluia, em honra de Cristo ressuscitado, onde os andores dão lugar às flores, que ornamentam magníficas tochas.

As ruas apinham-se de gente, as varandas estão engalanadas, as colchas estendidas ondulam ao vento. Deslumbrantes tapetes de flores, magnífico trabalho de mãos voluntariosas, descrevem o percurso da Procissão.

Em nome da fé e da tradição, erguem-se as tochas ao alto e canta-se o refrão sentido “Ressuscitou como disse! Aleluia! Aleluia! Aleluia.

São Brás de Alportel é uma terra em festa em cada domingo de Páscoa. Filhos seus, dispersos por outras terras do país e do mundo, tornam à terra que os viu nascer, neste dia que é de orgulho para todos os são-brasenses. Mas não só os filhos da terra visitam São Brás neste dia, ano após ano, são milhares os turistas que passam por São Brás no domingo de Páscoa.

Quem visita a vila de São Brás de Alportel neste dia, pode ainda apreciar a saborosa doçaria, num espaço de mostra e venda de produtos locais – “Encontro de Sabores” -, no Largo de São Sebastião, aberto ao público desde as 10h00. Não deixe de provar as típicas amêndoas tenras de São Brás, os folares típicos desta época do ano e de saborear as receitas genuínas, à base de figo, amêndoa ou alfarroba, verdadeiro chocolate da serra.

À tarde, o Adro da Igreja Matriz acolhe uma tarde cultural, onde pode assistir a espectáculos de música popular portuguesa, conhecer os premiados dos concursos de jogos florais, tochas e varandas, enquanto saboreia doces e petiscos regionais, num espaço dedicado aos sabores. A convidada desta Tarde Cultural é a conhecida cantora Dulce Guimarães, mas o cartaz contempla ainda o grupo de música tradicional “Rastemenga” e um momento de dança, pelo Grupo de Dança Jazz Contemporâneo da Escola de Dança Municipal de São Brás de Alportel.

TOCHAS FLORIDAS EM DESTAQUE NA IMPRENSA REGIONAL DO ALGARVE

22 março, 2008

10.º Aniversário do Pavilhão Municipal de São Brás de Alportel


A Festa do Desporto é para Todos...!

O Pavilhão Municipal Dr. José de Sousa Pires convida TODOS a celebrar, com desporto, o seu 10.º Aniversário, na tarde do próximo sábado, 22 de Março.

Um dos momentos mais importantes do programa de aniversário consiste na demonstração de diferentes modalidades desportivas para pessoas portadoras de deficiência, incluindo Basquetebol em Cadeira de Rodas, Esgrima e Boccia, com a colaboração da ParaSport, Associação para o Desporto de Faro e o apoio do Governo Civil de Faro.

De Corpo e Alma no Panteão Nacional

Base PXO - Exposição itinerante e de preparação da III Bienal do Porto SantoMostra Internacional de Arte Contemporânea

CINEMA - DESIGN - ESCULTURA - FOTOGRAFIA - INSTALAÇÃO - PINTURA - VÍDEO

De 7 de Março a 6 de Abril de 2008, de terça-feira a Domingo das 10 às 17 h. (Metro - Santa Apolónia - linha azul / Eléctrico N.º 28).

A Bienal do Porto Santo tem como evento complementar, um projecto que se realiza essencialmente na zona de Lisboa, podendo também ter itinerância noutras localidades do país e estrangeiro, denominado "Base PXO".
Este projecto transdisciplinar é constituído quer por exposições abrangendo todo o tipo de artes pásticas, visuais e mesmo de espectáculo, como também a realização de oficinas de formação, conferências e simpósios.
O Projecto «Base PXO» abrange várias formas de expressão, procurando quer pela contextualização quer pela dinãmica criar uma ligação conceptual entre diferentes áreas artísticas e culturais.
Em 2008, ano de interregno entre a segunda e terceira edições, o projecto "Base PXO" assentará numa dinâmica de preparação da III Bienal do Porto Santo, procurando obter um âmbito nacional (e internacional em termos de participações), sendo no entanto centralizado em Lisboa.
Todas as obras participantes são subordinadas ao tema: «De Corpo e Alma», e poderão estar patentes em 2009 na III Bienal do Porto Santo.
Argélia, Brasil, Bélgica, França, Israel, Moçambique, Portugal, Reino Unido, Suécia e Tailândia.

Com: Acosta (Port.) Alexandre Brás (Port.), Amppawan Sasttong (Tailândia), Ana Amores (Port.), Ana Rojas (Brasil), André Monteiro Grillo (Port.), Carina Martins (Port.), Cátia Freitas (Port.), António Carlos Carvalho (Port.), CLIMA (Port.), Cristina Pina (Port.), Diana Policarpo (Port.), Duarte Sanches (Port.),Fabianny Deschamps (França), Fábio Marcelino (Port.), Fátima Spínola (Port.), Gina Flor (Port.), Inês Abrantes (Bélgica - Port.), Joana Araújo Espiñal (Port.), Joana Vasconcelos (Port.), João Costa (Port.), João Cáceres Costa (Port.), José Pancadas-Figeiredo (Port.), Jportela (Port.), Khawala Ibraheem (Israel), Malin Lofgren (Suécia), Manuel Pessôa-Lopes (Port.), Margarida Madeira (Port.), Miguel Brazete (Port.), Mónica Azevedo (Port.), Nádia Duvall (Argélia - Port.), Nelson Afonso (Port.), Neuza Antunes (Port.), Nuno Direitinho (Port.), Nuno Figueiredo (Port.), Nuno Fragata (Port.), Olivier Perriquet (França), Paul Scott Rayner (Reino Unido), Paulo Eurico Variz (Port.), Pedro Charters d'Azevedo (Port.), Pedro Frias dos Santos (Port.), Ricardo Almeida (Port.), Sandra Fernandes (Port.), Sérgio Gato (Port.), Sérgio Silva (Moçambique), Sílvia Lourenço (Port.), Sofia Caldas (Port.), Tânia Cravo (Port.), Tiago Baptista (Port.), Tiago Reis (Port.), AfricaMor, Grupo das Caldas, Joker Art Gallery e Secção de Fotografia - AAC

21 março, 2008

DIA 21 MARÇO - XIII Aniversário TXILO - São Brás de Alportel

UMA FESTA A NÃO PERDER!!!

(Clicar nas Imagens para Ampliar)

20 março, 2008

Obra da ligação de Faro à Via do Infante só arranca em 2010

Texto: Edgar Pires, in "Região Sul"; Fotos: Nelson Pires

A obra de ligação de Faro à Via do Infante só vai arrancar em 2010, depois de estar concluído e aprovado pelas autoridades ambientais o projecto de execução da estrada, disse hoje o secretário de Estado Adjunto, das Obras Públicas e das Comunicações.

Paulo Campos falava à margem da sessão de apresentação em detalhe das obras viárias previstas para Faro e integradas na requalificação total da Estrada Nacional (EN) 125, a concessão “Algarve Litoral”. O responsável adiantou que já foi emitida a Declaração de Impacte Ambiental (DIA), a qual define uma série larga de corredores, numa zona de cerca de 400 metros, onde a obra pode ser feita. O projecto de execução vai agora “determinar onde definitivamente será construída a estrada”. Depois, ainda é preciso esperar pela avaliação final das autoridades ambientais, em sede de Relatório de Conformidade Ambiental do Projecto de Execução (RECAPE). “Contamos ter esta fase terminada em 2009, para que em 2010 se possa iniciar a construção da ligação entre o Mercado Abastecedor da Região de Faro (MARF) e a cidade de Faro”, disse Paulo Campos. Até lá, acrescentou, “serão construídas as ligações entre mercado e Via do Infante e de São Brás à Via do Infante”. Esta ligação entre Faro e São Brás de Alportel e a segunda fase da Variante a Faro foram consideradas, por Paulo Campos, como “duas das principais prioridades” no conjunto de obras inseridas na concessão “Algarve Litoral”. Aliás, o secretário de Estado pôde constatar a urgência da ligação entre a capital algarvio e o concelho são-brasense, pois atrasou-se para a segunda sessão do dia, em São Brás, realizada logo após a de Faro: “Se dúvidas houvesse quanto à necessidade da variante…”

Variante "crucial"

A obra da segunda fase da variante à cidade de Faro, considerada “crucial para Faro e para o Algarve” pelo presidente da câmara, José Apolinário, deve avançar em 2009. Essa foi a expectativa deixada pelo secretário de Estado, interpelado directamente pelo autarca: “Até ao final do primeiro semestre, vai ser uma realidade”, adiantou Paulo Campos. “É um dos mais importantes eixos rodoviários e constitui o culminar de um longo processo administrativo e político, iniciado em 1999”, recordou Apolinário. A conclusão da variante até ao Rio Seco – que obrigará ao retratamento e realinhamento da zona, devido ao leito de cheia – permitirá descongestionar o trafégo: entram em Faro, diariamente, entre 60 a 70 mil viaturas, muitas delas rumo a outras direcções. José Apolinário disse ainda que a obra será complementada com a evolução da 3.ª Circular, uma avenida urbana que fará a ligação entre as Pontes de Marchil, Lejana, Vale da Amoreira, Penha e a rotunda da Avenida Cidade de Hayward, interceptando a norte do complexo desportivo a variante a Faro. A implantação de um Sistema de Controlo e Gestão Dinâmica de Tráfego – de forma a regular automaticamente a semaforização em função dos volumes de tráfego, limitando as velocidades e minimizando os tempos de espera dos veículos – também será uma certeza, entre o nó de São João da Venda e Faro e entre Faro e Olhão.
Dia grande para São Brás

“Sem dúvida, este é um dia grande para São Brás de Alportel e para o Algarve” – asseverou o presidente da Câmara Municipal de São Brás de Alportel, António Eusébio.

A ligação à Via do Infante era um velho sonho dos são-brasenses que, depois de “um processo longo”, começará a tornar-se realidade em 2009, com o início das obras. A conclusão está prevista para antes do final de 2010. “A actual estrada não cumpria as necessidades de segurança. Por isso, e também para corresponder ao aumento populacional e ao crescimento que São Brás teve na última década, esta é a obra mais importante que o concelho precisava”, disse o autarca. António Eusébio considera o projecto “magnífico e de excelente nível”. A estrada passará num corredor ao largo da actual EN 2, em plena serra, exigindo, por isso, algumas intervenções em zonas de ponte. O custo da obra rondará os 30 milhões de euros.

HABITUS - PÁSCOA 2008

pascoa 08 copy

PROJECTO PIONEIRO CRIA LINHA DE EMERGÊNCIA PARA SURDOS

O Governo Civil do Distrito de Faro e a Associação de Surdos do Algarve (ASA) assinaram, no dia 18 de Março, um protocolo para a criação de um serviço pioneiro a nível nacional. Trata-se do Projecto Regional “SMS-Voz”, activado desde as 14h00, que permitirá à comunidade surda aceder a uma linha de emergência via telemóvel, através do número 91 112 000.

Durante a cerimónia de assinatura, traduzida em língua gestual e presidida pela Secretária de Estado Adjunta e da Reabilitação, Idália Moniz, a Governadora Civil de Faro considerou que a criação deste novo serviço, a que se associou a Vodafone, constitui “mais um passo para a igualdade de oportunidades para todos”. Isilda Gomes realçou ainda o papel da ASA na concretização deste projecto.
“Alertaram-nos para um problema que provavelmente muitos de nós ainda não nos tínhamos apercebido, mas que era de facto limitativo para um grande número de pessoas. Era inaceitável que não existisse um serviço disponível para a comunidade surda aceder ao sistema de socorro e emergência quando esse é um direito de todos os cidadãos”, referiu a Governadora Civil, frisando a intervenção da Secretária de Estado Idália Moniz, na aplicação das políticas do Governo em prol das pessoas portadoras de deficiência.
O Projecto Regional SMS-Voz, que para o presidente da ASA, Bruno Brito, representa um “compromisso muito importante para a comunidade surda”, consiste na instalação de um telemóvel no Comando Distrital de Operações de Socorro de Faro (CDOS), que funcionará durante 24 horas. O equipamento está acessível a todas as pessoas com problemas ao nível da comunicação, que podem transmitir um pedido de auxílio através de uma mensagem escrita a qual, de acordo com uma tipologia estipulada, identificará a respectiva situação de emergência e permitirá ao CDOS reencaminhar os pedidos para as entidades competentes. A recepção da mensagem enviada será sempre confirmada pelo operador de serviço.
De acordo com a Secretária de Estado Adjunta e da Reabilitação, este projecto, que permite derrubar mais uma barreira e criar uma nova acessibilidade, será alvo de uma avaliação permanente com vista ao seu alargamento a todo o País, podendo mesmo via a ser adoptado por outros Estados Membros da União Europeia.
“Passo a passo vamos conseguindo construir os alicerces para que, pessoas com capacidades diferentes, possam aceder a todos os bens e serviços, dando assim cumprimento à igualdade de oportunidades para todos” referiu Idália Moniz, para quem deve ser a sociedade a adaptar-se aos cidadãos e não o inverso.
A Secretária de Estado sublinhou ainda o resultado do movimento associativo da comunidade surda na concretização deste e de outros projectos como o Tecnovoz (desenvolvido em parceria com a RTP e a Federação Portuguesa das Associações de Surdos) e o de formação em língua gestual para funcionários da Segurança Social, com a colaboração da Associação Portuguesa de Surdos.

19 março, 2008

Ludo está a ser desbastado

"Uma zona da área verde do Pontal, junto à estrada que liga o Aeroporto à Praia de Faro, está a ser alvo de desbaste, segundo denunciou um leitor ao Região Sul. A Câmara Municipal de Faro, disse fonte da autarquia ao nosso jornal, soube apenas hoje do que se está passar mas já enviou uma equipa de fiscalização e espera resposta “a qualquer momento”.



O vídeo é datado de 13 de Março mas o desbaste de árvores “terá começado muito antes, não havendo qualquer tipo de sinalização”, segundo denunciou o autor do registo ao Região Sul.
A zona alvo de desbaste localiza-se dentro do Parque Natural da Ria Formosa que, segundo outra fonte, “terá autorizado os trabalhos”. O Região Sul tentou contactar o PNRF, até agora, sem efeito.
O responsável pelo departamento de protecção da natureza da associação ambientalista Almargem, João Santos, diz que “o que é mais estranho é ainda ninguém ter vindo a publico dizer o que se passa”. A associação espera saber o que está a passar para poder agir.“Quando aquilo começou nós julgámos que se tratava de alargamento de estrada, o que deixou de fazer sentido quando o desbaste avançou para o interior do terreno”, sublinha João Santos.O responsável põe a hipótese de se tratar de “exploração de eucaliptos, mas para isso o PNRF teria de ter autorizado”, ou então “algo já a ver com o Polis e a ParqueExpo”, o que também considera “muito estranho” porque “estaria a ser rápido de mais”.
No mais conhecido blog de Faro – A Defesa de Faro – o assunto está a ser intensamente debatido. Os leitores falam em venda e comércio de eucaliptos e a maioria manifesta-se surpreendido por trabalhos realizados em zona de protecção. Um dos leitores diz que a agressão paisagística mostra “uma clareira com 200 metros de diâmetro”.
Fonte: Região Sul

Já está On - line a Edição desta semana do "AlgarvePress"

Mais Informações e Edição Completa em Formato Digital em:
www.algarve-press.com

Apresentação da Obra de Ligação de São Brás de Alportel à Via do Infante - Faro

Governo apresenta intervenções integradas do Algarve Litoral

O secretário de Estado Adjunto das Obras Públicas e Comunicações vai estar dois dias no Algarve para apresentar intervenções integradas da concessão Algarve Litoral. São seis os concelhos alvo das apresentações de Paulos Campos. O responsável começa o périplo esta tarde em Faro, segue para São Brás de Alportel e termina o dia Loulé. Na manhã de quinta-feira é a vez dos concelhos de Olhão, Albufeira e Lagos.
JV / "Região Sul"

EXPOMAR - DE OLHÃO PARA O MUNDO...

(Clique na Imagem para Aumentar)

18 março, 2008

"Pau de Cabinda" - Habitus Club -

PS: Concelhias do Algarve renovam liderança

As Comissões Políticas Concelhias do PS/Algarve foram a votos. Veja aqui os resultados. *

Os dias 14 e 15 de Março foram reservados para eleger as Concelhias do PS/Algarve na região Algarvia.
Em Albufeira foi eleito presidente David Martins, com a moção “Preparar o Futuro”. Em Aljezur, a presidência ficou a cargo de José Manuel Amarelinho, sob o lema “Novo Desafio”.
Miguel Sengo da Costa foi eleito pelo capital Algarvia, com a moção “Faro Vale a Pena”.
Em Lagoa, Hugo Silva aposta em “Ganhar 2009”, à frente daquela concelhia, e, em Lagos, Paulo Morgado defende “Um Partido Aberto e Unido”.
Hugo Nunes, eleito por Loulé, segue o lema “Preparar a Mudança” e António Miguel Pina, eleito por Olhão, apresentou a moção “Inovar, Perservando a Identidade”.
Em Portimão, Manuel da Luz pretende “Manter o Rumo” e, em São Brás de Alportel, António Eusébio quer “Consolidar o Futuro”.
Em Silves, Lisete Romão venceu a presidência da concelhia com a moção “Para Um PS Unido e Ganhador” e Jorge Botelho, em Tavira, assume o cargo com “Novo Rumo – Tavira 2009”.
Adelino Soares é o eleito por Vila do Bispo, com a moção “Responsabilidades Para Vencer” e, por fim, em Vila Real de Santo António, Jovita Ladeira é a nova presidente da concelhia, com a moção “Unir para Vencer”.
De fora destas eleições ficaram as concelhias de Alcoutim, Castro Marim e Monchique, que irão a votos numa data futuramente agendada pelo Secretariado da Federação do PS Algarve.
* in "Observatório do Algarve"

Em São Brás de Alportel: Conversa à Volta do Sobreiro lançou números para o debate

A Associação Rota da Cortiça levou a cabo, no passado dia 12 de Março, a terceira “Conversa à Volta do Sobreiro”, uma iniciativa que integrou o pólo temático dedicado ao Conhecimento, um dos 8 rumos desta Viagem ao Mundo da Cortiça.

Nas sessões anteriores desta iniciativa já tinham sido abordadas as vertentes ambiental e social do sector – a gestão sustentável dos sobreirais e o envelhecimento da mão-de-obra corticeira – . Nesta terceira conversa “à Volta do Sobreiro”, foi a vertente económica que esteve em debate, sob o tema “Actualidade económica do sector corticeiro”, dando-se destaque ao panorama da indústria local.

No concelho de São Brás de Alportel chegaram a laborar mais de 80 fábricas.

Hoje, apesar de não ter diminuído o volume da produção global (mercê das evolução da maquinaria e da tecnologia), contam-se pelos dedos as fábricas que existem, perto de 10.

Quais as causas deste retrocesso? Que posição ocupa agora São Brás no ranking nacional de produtores de fardos de cortiça? E qual deverá ser o rumo a tomar pelo sector industrial? Estas são questões que estão na ordem do dia e que precisam de soluções práticas que ajudem a requalificar o sector.

O debate contou com a presença de João Rodrigues, do IAPMEI, de José Leite Pereira, da Direcção Geral de Economia do Algarve, e de outra entidades competentes que irão contribuir para o esclarecimento de dúvidas levantadas pelos proprietários fabris.

17 março, 2008

“Março Solidário”

Governadora Civil realça trabalho meritório das IPSS’s no apoio a crianças e jovens em risco

“Não há impossíveis e sonhar é muito importante. Sonhem e lutem para realizar os vossos sonhos, porque o futuro depende de vós”. Foi esta a mensagem que a Governadora Civil de Faro, Isilda Gomes, deixou às 18 menores que se encontram à guarda do Centro de Acolhimento Temporário (Protecção à Rapariga) da Junta Diocesana de Faro, uma das quatro instituições que visitou no âmbito da jornada “Março Solidário”.

Isilda Gomes, iniciou um conjunto de iniciativas denominado “Agendas Temáticas”, dedicou o dia às Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS’s) vocacionadas para o acolhimento de crianças e jovens em situação de risco, tendo realçado o trabalho meritório que os técnicos do sector têm desenvolvido na região.”O apoio que estas instituições estão a dar na área da segurança social é insubstituível e estas pessoas merecem que a sociedade as reconheça”, considerou a Governadora Civil.

Dar voz aos que contribuem para a melhoria das condições de vida dos residentes e dos que visitam a região, é precisamente o objectivo preconizado pelo projecto “Agendas Temáticas”, que abrangerá áreas tão diversas como a solidariedade social, a cultura, a protecção civil e a agricultura, entre outras.

No primeiro périplo do “Março Solidário” Isilda Gomes deslocou-se durante a manhã à Creche e Jardim-de-Infância do Núcleo de Olhão da Cruz Vermelha Portuguesa (CVP), espaço frequentado por 33 crianças. Uma capacidade de resposta que fica aquém das necessidades registadas na sua área de abrangência (Quelfes, Pechão e Olhão), registando actualmente uma lista de espera de cerca de uma centena de inscritos.
Uma situação que afecta grande parte das famílias da região e que Isilda Gomes registou no sentido de fazer chegar aos responsáveis governamentais para o sector, com vista a encontrar respostas cada vez mais adequadas às necessidades verificadas nesta área.
Vocacionada para a promoção e integração social de indivíduos e famílias através de acções de acolhimento, atendimento, informação e orientação, bem como actividades lúdicas, culturais e desportivas, o Núcleo de Olhão da CVP mantém acordos de cooperação com a Segurança Social desde 1988, nas valências de Centro Comunitário (em construção), Serviço de Apoio Domiciliário, Creche, ATL e Jardim de Infância.

No Centro de Acolhimento Temporário (Protecção à Rapariga) da Junta Diocesana de Faro, instituição criada em 1993, onde se deslocou também durante a manhã, a Governadora Civil teve oportunidade de avaliar a capacidade de resposta social a jovens na faixa etária dos 12 aos 18 anos, implementada em Abril de 2007. Actualmente 18 jovens são acolhidas pela instituição vocacionada para o diagnóstico e definição dos respectivos projectos de vida, com vista à sua inserção familiar e social. Aberta 24 horas por dia a situações de emergência, o centro garante alojamento temporário e apoio sócio-educativo adequado à idade e característica de cada jovem. Promover a intervenção junto da família em articulação com as entidades e as instituições para a devida promoção dos direitos das crianças e jovens, é o objectivo da intervenção desenvolvida a nível distrital.

Numa região onde os processos de promoção e protecção de crianças e jovens em risco atingem cerca de um milhar, Isilda Gomes destaca o papel das IPSS’ na luta contra a exclusão social e reforça a necessidade de uma intervenção cada vez maior por parte da sociedade civil.
“A minha vinda a estas instituições é uma chamada de atenção à sociedade civil para se envolver nas causas sociais. Compete-nos a todos empenharmo-nos, envolvermo-nos e investirmos nessas causas, de forma a dar as melhores respostas, tanto nesta, como noutras áreas”.

Durante a tarde a Governadora Civil de Faro deslocou-se ainda à Creche e Jardim-de-Infância do Centro Infantil do Chinicato, valência da responsabilidade do Centro de Assistência Social Lucinda Amino dos Santos, cuja intervenção abrange as áreas da infância, juventude, deficiência, família e comunidade em geral. O espaço, que Isilda Gomes decidiu presentear com um equipamento de recreio, acolhe 95 crianças e desenvolve actualmente um esforço no sentido de se adaptar à nova legislação e garantir uma prestação de serviços de qualidade.
Esta instituição, uma das poucas que no concelho de Lagos direccionam a sua actividade para as faixas etárias entre os quatro meses e os dez anos, integra cinco creches, cinco centros de educação pré-escolar, dois de actividades de tempos livres, um juvenil, um lar de crianças e jovens, um centro de actividades ocupacionais, dois lares residenciais e dois centros comunitários.

No concelho de Portimão o apoio social na área da infância e juventude conta, desde 1994, com o trabalho dos técnicos do Lar de Crianças e Jovens Bom Samaritano, desenvolvido em amplas instalações construídas num terreno cedido pela Câmara Municipal. Esta Associação de Solidariedade Social, onde Isilda Gomes concluiu o primeiro dia de visitas no âmbito do “Março Solidário”, acolhe actualmente 19 rapazes e 17 raparigas, com idades a partir dos 5 anos, em colaboração com a Segurança Social.

A título de balanço desta primeira jornada a Governadora Civil realça não só o “trabalho notável” desenvolvido pelas IPSS’s na região, como “a eficácia” do Centro Distrital de Segurança Social, no âmbito dos programas de apoio a estas instituições.

O “Março Solidário” prosseguirá nos dias 31 de Março, 7 e 11 de Abril, dedicados, respectivamente, à Rede Social e Linha de Emergência; Deficiência; e Idosos.

16 março, 2008

"MEMÓRIAS DA TELEFONIA"

"We Are The World"


Participação de Lionel Richie, Tina Turner, Jackson, entre outros...

"MEMÓRIAS DA TELEFONIA II"

"Sabrina - Boys, boys, boys"



Era a loucura total...!

15 março, 2008

SUGESTÕES...

Delícias de caça na serra de TAVIRA

Por: João Prudêncio
Na pequena aldeia de Cachopo, no coração da serra, quem gosta de caça pode matar… saudades. No restaurante Charrua, coelho bravo, javali e veado são alguns dos pitéus que esperam os forasteiros.

A casa está em nome do marido, Gilberto, 39 anos, mas é Irene Gonçalves, um ano mais velha, quem fica ao leme de tachos, panelas e até das mesas, como anfitriã que gosta de bem receber quem a procura.
Há 26 anos que, logo na primeira curva do Cachopo – para quem vai de Faro, a 52 quilómetros de distância -, o Charrua lá está, atento a quem vai de longe – e são muitos – e por ali queira aliviar as dores e o stress de uma semana de trabalho na cidade grande.
“Temos clientes certos de Lisboa e do Porto, mas também de todos os sítios do Algarve”, jura a cozinheira Irene, com a tampa do tacho na mão, receptáculo onde acabou de estufar o javali, que à semelhança do veado ali chega de uma reserva perto de Mértola.
Já que os preços são módicos – com quaisquer 15 euros, bom vinho e sobremesa incluídos, já se atesta a barriga –, para o cliente reserva-se outro tipo de exigência, aliás compreensível: a de que telefone a marcar, pelo menos na véspera, se o pedido for de caça.
Depois, há que saborear os estufados de javali, veado ou coelho bravo, que podem acompanhar com batatas fritas caseiras e uma farta salada de alface (nesta época do ano), num dos 114 lugares à disposição da clientela, num espaço amplo decorado com adereços de tradição serrana, à base de funis, arados, pás, cangalhas e até chapéus algarvios.
Quem não for em caças, pode ficar-se pela açorda de galo velho, o ensopado de borrego, o cozido de feijão com couve ou as migas com entrecosto de porco preto, ementas a que se juntam os mais triviais pratos de bifes, febras e costeletas grelhados, além do inefável bacalhau, também passado a grelha.
No final, os doces não abundam mas são agradáveis, de mousses a arroz doce, passando pela pêra bêbeda.
Depois disto tudo, só se recomenda suavidade na condução, tanto com destino à esquerda como à direita, que há muita curva a vencer até ao Barranco do Velho (a poente) ou Martinlongo (a nascente). Se decidir a terceira via e começar a descer os 40 quilómetros até Tavira, tenha cuidados redobrados, que a serra tem tanto de encantadora como de perigosa.
Para encomendas, os telefones são os 918 465 789/3. Abertos todos os dias da semana. Pagamentos só em dinheiro ou cheque.
___________________________________________________________

Faro recebe xarém

As famosas papas de milho vão estar em destaque no festival gastronómico “XARÉM EM MARÇO”, que decorre até dia 16 de Março, em 30 restaurantes do Concelho.

A iniciativa, que teve início no passado dia 8 de Março, marca a 5.ª Semana Gastronómica “Xarém em Março”, e prolonga-se até ao dia 16 de Março, em vários restaurantes do Concelho de Faro.
Organizada pela Câmara Municipal de Faro, Ambifaro e Associação dos Industriais Hoteleiros e Similares do Algarve (AIHSA), esta edição conta com a participação de 30 restaurantes, que irão servir os melhores pratos de xarém, as tradicionais “papas de milho” algarvias.
O Município de Faro pretende, com este certame, promover a gastronomia regional e os estabelecimentos de restauração do concelho, e fazer com que os visitantes procurem os pratos que fazem também parte do património cultural da região.

14 março, 2008

Viagem aos bastidores da rádio!

BENDITO FIM - DE - SEMANA...!

Governo Civil de Faro lança Agendas Temáticas

O Governo Civil do Distrito de Faro lança hoje, dia 14 de Março, um conjunto de iniciativas com periodicidade mensal, denominado “Agendas Temáticas”, cuja calendarização já se encontra definida até ao mês de Junho. Áreas como a solidariedade social, cultura, protecção civil, agricultura e pescas, entre outras, serão abrangidas pelo projecto.

A primeira acção, denominada “Março Solidário”, tem a sua primeira jornada hoje e é dedicada à Infância e Juventude. Seguir-se-ão “Abril Cultural”, “Maio Floresta Segura” e “Junho dos Primores”. “Dar voz aos que, no terreno, contribuem para a melhoria das condições de vida dos residentes no Algarve e dos que nos visitam” é o objectivo da iniciativa, refere a Governadora Civil de Faro, Isilda Gomes.

Com a realização das “Agendas Temáticas”, o Governo Civil do Distrito de Faro pretende “enaltecer cidadãos, associações e empresas que desenvolvem um trabalho nas mais diversas áreas que, pela sua importância, merece ser conhecido e reconhecido, não excluindo áreas em que, não se tendo alcançado ainda uma situação ou desempenho desejáveis, merecem um incentivo e acompanhamento adequado”.

13 março, 2008

Investigação da UALG mostra-se ao público

“Encontros Imediatos com a Ciência” decorre entre os dias 31 de Março e 4 de Abril, no Centro de Ciência Viva em Tavira.

A exposição “Encontros imediatos com a Ciência”pretende mostrar à comunidade em geral os diversos projectos de investigação levados a cabo pela Universidade do Algarve e pelos seus diversos centros de investigação.
O objectivo é promover a cultura científica no Algarve e fomentar o conhecimento público do potencial científico da UAlg.
Os visitantes terão a possibilidade de se envolverem nas actividades apresentadas, experimentando-as, e até mesmo de falar com os próprios cientistas proporcionando um maior esclarecimento e ligação com a ciência.
Na exposição é possível aprender mais sobre o sistema lagunar da Ria Formosa, sobre o funcionamento dos sistemas de águas subterrâneas, sobre a replantação dos fundos marinhos junto à Serra da Arrábida ou mesmo sobre os riscos que ameaçam a linha costeira do Algarve, entre outros temas.
A exposição estará aberta ao público em geral, embora esteja direccionada para os alunos do ensino secundário. entrada é gratuita.

12 março, 2008

Feira do Livro de São Brás de Alportel

Dias 12, 13 e 14
De 4.ª a 6.ª Feira
Recinto da Escola Secundária José Belchior Viegas

Livros, muitos livros, a preços muito pequenos; Contos, Poesia, Ateliês, Laboratórios Abertos à mercê das mais mirabolantes experiências científicas, Lançamentos de livros, Encontros de Escritores, Sessões Temáticas, Almoços Especiais e muito, muito mais… Para Ver e Ler, em mais uma Feira do Livro de São Brás de Alportel, de 12 a 14 de Março, na Escola Secundária José Belchior Viegas.

Uma iniciativa que se repete ano após ano, para trazer o livro à comunidade e promover hábitos de leitura, fruto de uma parceria que junta Câmara Municipal de São Brás de Alportel, Rede Concelhia de Bibliotecas, Agrupamento Vertical de Escolas e Escola Secundária José Belchior Viegas.

Programa de Actividades:
> Hora do Conto
> Sessões de Poesia [Participação de Afonso Dias e Helena Tapadinhas]
> Ateliês de expressão artística [cerâmica / dobragens] e língua inglesa
> Lançamento de livro de poesia [nos Passos de Bernardo V]
> Entrega de Prémios
> Encontro com escritores [Mestre Vitor Coelho, José Gonçalves e Conceição Areias]
> Laboratórios Abertos [Biologia, Física, Química e Matemática]
> Acção de Promoção da Saúde


Para além de espaços de venda de livros, com representação das editoras, que apresentam apetecíveis descontos, na Feira do Livro pode visitar um conjunto de espaços que representam diversos projectos:

> a Rede de Bibliotecas Escolares
> a Educação Tecnológica, com apresentação de Materiais e Equipamentos;
> o projecto “ Criar um Clima”, com módulos de ciência;
> o espaço das ofertas Formativas para adultos.


Pode ainda visitar a Feira de Minerais e Plantas e adquirir um original marcador de livros.
Decorre em simultâneo, no Pavilhão Desportivo, nos dias 12 e 13, mais uma edição da Feira de Informática e Robótica


Autores convidados:

> Mestre Vitor Coelho “Ciência e Religião nos Dias de Hoje”
> José Gonçalves “A Cruz de Portugal romance histórico sobre o conturbado período da República”
> Conceição Areias “O Livro Activo”

Em S. Brás de Alportel

Campanha de reciclagem das rolhas de cortiça

Em S. Brás de Alportel está em curso um projecto que visa “dar uma nova vida às rolhas de cortiça”, através da reciclagem.

O projecto resulta de uma parceria entre o Município de São Brás de Alportel e a Delegação do Algarve e Baixo Alentejo da Associação de Industriais e Exportadores de Cortiça, contando para o efeito com o apoio de fundos comunitários.

Entretanto, os objectivos são: "Sensibilizar a população para a importância da reciclagem e reutilização de materiais; Proteger o meio ambiente, mediante a reciclagem de um recurso natural; Desenvolver um processo que permita aproveitar as rolhas de cortiça após a sua extracção das garrafas ou garrafões; Obter produtos com diversas finalidades; Dar uma nova vida a um recurso precioso".

A autarquia são-brasense recorda em comunicado que a indústria corticeira é a mais representativa do concelho e à sua expansão no final do séc. XIX ficou a dever-se o crescimento económico que permitiu à então freguesia de São Brás de Alportel conquistar a sua autonomia do concelho de Faro, em 1 de Junho de 1914. Entretanto, ameaçada pelos fogos, pelo abandono progressivo da terra e pela doença do sobreiro, a autarquia são-brasense recorda que “a cortiça é uma matéria-prima preciosa, que merece ser respeitada e valorizada”, apelando aos munícipes para que colaborem na recolha das rolhas naturais e rolhas aglomeradas mistas que depois de seguirem o processo de transformação, regressarão sob a forma de pavimentos, quadros de afixação, marcadores, bases para copos, juntas de culatra, material de isolamento, etc.

Como ajudar a reciclar

Todos os restaurantes e estabelecimentos comerciais de um modo geral podem aderir a esta iniciativa, recolhendo as rolhas que encontrarem. Os serviços municipais efectuam a recolha de rolhas nos estabelecimentos. A Câmara Municipal de S. Brás recomenda que todos os munícipes ajudem a reciclar a cortiça, guardando as rolhas depois de utilizadas e colocando-as nos novos rolhões – recipientes de recolha de rolhas, colocados junto de alguns ecopontos, em São Brás de Alportel. JMM / RS

11 março, 2008

António Cosme ganhou a Volta ao Concelho de Albufeira

O espanhol António Cosme (Madeinox/Boavista) foi o vencedor da 2ª edição da Volta ao Concelho de Albufeira. A segunda e última etapa teve como vencedor Francisco Torres (Barbot/Siper), que bateu ao sprint Edgar Pinto(Benfica) que foi 2º, com os ciclistas do Centro de Ciclismo de Loulé, Pedro Soeiro e Nuno Marta a chegarem em 3º e 4º respectivamente. Samuel Caldeira (Palmeiras Resort/Tavira) foi 5º. Confira também a geral individual.

"UM DIA..." - MÁRIO QUITANA

10 março, 2008

Down Hill

Robin Wallner vence em São Brás de Alportel

O jovem piloto Robin Wallner, campeão sueco de apenas 19 anos, venceu a 1ª etapa da edição 2008 da Taça de Portugal de Downhill em São Brás de Alportel.

Numa pista recheada de saltos e releves, com a organização a merecer lugar de destaque e com muitos atetas internacionais, o atleta sueco foi mais forte que Cláudio Loureiro (2º), Renato Ventura (3º) e companhia. No 4º posto posicionou-se Hugo "Dudu" Martins e em 5º o actual campeão nacional Emanuel Pombo.

Em Júniores, José Borges impôs a sua superioridade, registando o lugar mais alto da categoria. Tim Hammar, outro sueco, ficou com o 2º posto e no 3º posicionou-se Pedro Rodrigues.
Em Cadetes, Frederico Pereira venceu, deixando Leonel Henrique em 2º e José Silva em 3º.
Nas Femininas, Áurea Agostinho registou o 2º lugar, obtendo uma excelente prestação face à francesa Sophie Borderes que venceu a categoria.
Em Master 30, José Sousa - antigo campeão nacional - levou a melhor sobre Luis Sousa (2º) e Adolfo Silva (3º) e, por último, em Master 40 o atleta da região João Estevão não só venceu como deixou José Salgueiro a 16s.

"MEMÓRIAS DA TELEFONIA"

Creedence Clearwater Revival - Have you ever seen the rain?



Grande recordação...! Ainda hoje uma grande canção...!!!
Estas e outras grandes músicas, ao Domingo entre as 09h00 e as 12h00, nas "Memórias da Telefonia" - Rádio São Brás FM - 100.1 FM - www.s.brasfm.com

09 março, 2008

Melhores do DH na Taça de Portugal em São Brás de Alportel


São Brás de Alportel acolhe este fim-de-semana, 7, 8 e 9 de Março, a Prova de Abertura da Taça de Portugal de Downhill 2008, o mais importante campeonato nacional da modalidade. Na prova de estreia da temporada, estão previstos cerca de 300 atletas de todo o país.

Para além da componente competitiva, onde participam atletas licenciados pela UVP/ FPC ou por outras federações filiadas, a prova está ainda aberta a todos os atletas, de ambos os sexos, com idade mínima de 15 anos, que não estando inscritos na competição, podem participar pela classe de Promoção.


Verdadeiro Desafio à Gravidade em 2 minutos de cortar a respiração

A prova promete, acima de tudo, ser um grande espectáculo desportivo, com 1.500 metros de pista, para descer em pouco mais de dois minutos de pura adrenalina!
Para garantir as melhores condições para o público, a pista apresenta 3 zonas de espectáculo, apetrechadas com infra-estruturas de apoio - bancadas e pontos de bar. E se o espectáculo dos atletas é suficiente para arrebatar o público, o objectivo da organização é fazer com que a animação se estenda ao paddock, com animação constante, esstando dividido em duas zonas distintas: a zona de exposição e representação de marcas e empresas, onde se podem apreciar os últimos modelos em bicicletas e equipamentos de BTT; e a zona de restauração e divertimento.

08 março, 2008

Txilo e UP Club comemoram Dia Internacional da Mulher

Para ampliar - Clique na Imagem!

Março - Mês da Mulher em São Brás de Alportel

(Clique na Imagem para ampliar)

Muita música no "HABITUS" ESTE SÁBADO...


- ALMA ALGARVIA - De S. Brás de Alportel para o Mundo!!! - Sinta o pulsar de tudo o que de mais importante e interessante acontece em São Brás de Alportel e no Algarve!!! -