29 fevereiro, 2008

Escuridão mundial - Vamos a isto, é só não esquecer.

Hoje, dia 29 de Fevereiro de 2008, entre as 19h55m e as 20 horas, propõem-nos apagar todas as luzes e se possível todos os aparelhos eléctricos, para o nosso planeta poder "respirar".

Se a resposta for massiva, a poupança energética pode ser brutal. Só 5 minutos, para ver o que acontece. Sim, estaremos 5 minutos às escuras, podemos acender uma vela e simplesmente
ficar a olhar para ela, estaremos a respirar nós e o planeta.
Lembrem-se que a união faz a força e a Internet pode ter muito poder e podemos mesmo fazer algo em grande.
Passa a notícia, se tiveres amigos a viver noutros países envia-lhes e pede-lhes que façam a tradução e adaptem as horas.

Sócrates requalifica E.N. 125

O primeiro-ministro anunciou hoje, no Parlamento, que em Março será lançada a requalificação total da Estrada Nacional 125 no Algarve. Saiba mais aqui!

Via do Infante fica sem portagens

Sócrates e Mário Lino afirmaram hoje, no Parlamento, que mesmo com a requalificação da E.N 125, a autoestrada algarvia não vai ter portagens.

O primeiro-ministro, confirmou que a decisão do Governo de requalificar a Estrada Nacional 125 no Algarve não fará com que a auto-estrada Via do Infante passe já a ter portagem.
"A nossa posição quanto às auto-estradas é conhecida: as que estão nas áreas do país com indicadores sociais e económicos abaixo da média nacional e que, ao mesmo tempo, não têm alternativa não terão portagem. Essa é a situação do Algarve, que se vai manter", declarou o primeiro-ministro.
José Sócrates fez depois questão de sublinhar que estes dois critérios para a não existência de portagens numa determinada auto-estrada "aplica-se a todo o país".
"As auto-estradas sem custos para os utilizadores (SCUT) são um instrumento para favorecer uma discriminação positiva do interior do país e, como tal, não pode ser aplicado em todas as zonas" do território, acrescentou o chefe do Governo.

Mário Lino no mesmo tom que o primeiro-ministro


"Não vai haver portagens na via do Infante nem em nenhuma outra SCUT [auto-estradas sem custos para o utilizador], além das já anunciadas", afirmou o Ministro das Obras Públicas, Mário Lino no final do debate quinzenal com o primeiro-ministro, no Parlamento.
Das SCUT existentes, há três onde o executivo planeia cobrar portagens: Costa da Prata, Grande Porto e Norte Litoral. Para serem cobradas portagens nas SCUT, há vários critérios a cumprir: a existência de vias alternativas gratuitas e que as zonas a atravessar tivessem um Produto Interno Bruto (PIB) igual ou superior a 80 por cento do valor nacional.
in "Observatório do Algarve"

28 fevereiro, 2008

Faro quer reaver edifício vendido pelo Estado

A Câmara Municipal de Faro colocou o Estado em tribunal, exigindo reaver a posse do Palácio Belmarço, um edifício histórico localizado no centro da cidade vendido pela Direcção-Geral do Património (DGP), noticiou hoje o Público.

O palácio foi vendido, há mais de uma década, a um preço simbólico, pelos seus proprietários à autarquia, que depois o cedeu ao Estado, em troco de terrenos, para instalação do Tribunal da Relação de Faro. Só que o tribunal, depois de anos de espera, deverá ser instalado no novo campus judiciário, à saída de Faro, segundo decisão do governo. Segundo revelou hoje o Público, a DGP vendeu o palácio à Estamo – Participações Imobiliárias, SA, por 714 mil euros, e a câmara de Faro reagiu, colocando o Estado em tribunal. A autarquia entende que deve exercer o direito de preferência na aquisição do edifício histórico.
in "Região Sul"

"VIDA" - Mário Quitana



27 fevereiro, 2008

CCDR Algarve integra "Enterprise Europe Network"

Ocorreu recentemente, o lançamento nacional da rede europeia de serviços às empresas, "Enterprise Europe Network". A apresentação contou com a presença do Ministro da Economia e da Inovação, Manuel Pinho, e da directora para a Promoção da Competitividade das PME, da DG Empresas e Indústria da Comissão Europeia, Maiva Rute.

A rede EEN foi criada a partir de duas entidades pré-existentes, somando as funções de ambas (Innovation Relay Network e EuroInfoCentre) e dedica uma atenção especial ao artesanato, pequenas empresas e grupos-alvo por forma a promover categorias de empresas e a determinados tipos de empresários (nomeadamente mulheres empresárias, jovens empresários e empresários de minorias étnicas).

A CCDR Algarve integra esta nova rede de serviços e o lançamento regional realiza-se no auditório desta Comissão de Coordenação, em data a anunciar em breve.

8º Congresso Português de Diabetes debate os avanços

Entre 27 de Fevereiro e 1 de Março, o Tivoli Marinotel, em Vilamoura, será palco de encontros com especialistas, simpósios, conferências e comunicações orais sobre os avanços nacionais e internacionais registados na diabetes, uma das mais graves pandemias do séc. XXI.

Entre outras comunicações, destaque para o «Estudo de Prevalência da Diabetes Tipo 2», pelo presidente da SPD, Dr. Luís Gardete Correia, «Porque não podemos tratar a Diabetes Tipo 2?», pelo Prof. Edwin Galle e «Recentes Avanços e Desafios no Caminho para a Cura da Diabetes Tipo 1», da autoria do Prof. Decio Eizirik.

O simpósio «Doença cardiovascular e Diabetes Tipo 2 - Estratégias e Orientações Terapêuticas» e a conferência «As bases Científicas da Medicina», que conta com o Dr. Luís Gardete Correia, presidente da SPD, e o Dr. José Manuel Boavida, presidente do Congresso, como moderadores, marcam o arranque do 8º Congresso Português de Diabetes.

No dia 28 terão lugar diversas comunicações, encontros com especialistas e sete simpósios, sobre temas diversos, entre os quais destacamos o da «Hiperglicemia Pós-prandial», a «Diabetes na Sociedade» ou a «Epidemiologia da Diabetes Tipo 2».

O Dr. Luís Gardete Correia, o Prof. Davide Carvalho e o Dr. Carlos Dias serão os principais intervenientes neste último simpósio, trazendo para debate os temas «Estudo de Prevalência da Diabetes Tipo 2», «Estudo TEDDI» e «Inquérito Nacional de Saúde», respectivamente. Ainda no dia 28, destaque para a conferência «Why Can’t We Treat Type 2 Diabetes?», pelo Prof. Edwin Galle. A moderação desta palestra estará a cargo do Prof. José Luís Medina e do Dr. Silvestre Abreu.

A diabetes tornou-se numa epidemia global e para a qual se tornou necessário desenvolver esforços igualmente globais, capazes de enfrentar o seu crescimento e combater a morbilidade associada. Neste sentido, o terceiro dia de congresso conta com a participação do Prof. Decio Eizirik na conferência «Recentes Avanços e Desafios no Caminho para a Cura da Diabetes tipo 1». De referir ainda, o simpósio dedicado à “Educação Terapêutica – da Pessoa à Sociedade”.

O 8º Congresso Português de Diabetes termina a 1 de Março, com três simpósios dedicados à «Diabetes nos Cuidados de Saúde Primários», «Pé Diabético – As novas Guidelines» e «Sexualidade na Diabetes».
in "AlgarvePress"

26 fevereiro, 2008

NOTICIAS DE SÃO BRÁS DE ALPORTEL *

Feira de Stª Maria uma pálida amostra de outros tempos

A Feira de Stª Maria ou Feira de S.Brás como é mais comum dizer-se teve lugar no passado dia 2 de Fevereiro, e foi uma pálida amostra do que já tem sido em anos anteriores.
Quer pelo frio intenso que se fazia sentir naquele dia quer ainda pela fraca aderência de feirantes, foi na realidade uma pálida amostra do que já tem sido em anos anteriores.
No próximo ano possivelmente com o novo espaço de feiras e mercados poderá ser que venha a reanimar e seja um pouco mais concorrida.
Verdadeiro espaço de compras e obrigatória visita em tempos idos dos habitantes do campo, deixou mercê de alguns factores a que não será alheia a oferta permanente de todos os bens em locais próprios de ser a romaria de antigamente com os campesinos a já não esperar por este dia para fazerem as suas compras.

Orlando Silva premiado pelo Instituto do Desporto


Orlando Silva é um dos mais assíduos participantes nas Marchas passeio que o Instituto do Desporto de Portugal organiza através da Direcção Regional do Algarve todos os Domingos através da região Algarvia.

Recentemente este organismo atribuiu a Orlando Silva o Troféu votado por unanimidade por todos os marchantes por este ser o participante mais antigo, mais assíduo, e mais alegre dos marchantes algarvios num reconhecimento pela sua permanente boa disposição.O Troféu foi entregue pela Presidente da Junta de Freguesia de Salir no passado dia 23 de Dezembro durante a Marcha organizada naquela freguesia.


Clube de Caça e Pesca de S.Brás de Alportel entregou Troféus do XIII Campeonato de Pesca Desportiva de Mar Inter Sócios

O Clube de caça e Pesca de S.Brás de Alportel entregou no passado dia 12 de Janeiro os Troféus do XIII Campeonato de Pesca Desportiva de Mar Inter Sócios disputado no ano de 2007.

O Campeonato disputado ao longo de seis provas desde a Manta Rota a Sagres teve como vencedor Albino Fernandes com um total de 47720 pontos. Entretanto nas diversas provas os vencedores foram 1ª Prova Praia da Manta Rota, 1º Filipe Condinho, 2º Jorge Miguel, 3º João Nascimento, 2ª Prova Parai da Manta Rota Jorge Miguel, João Faísca3º Miguel Leal, 3ª Prova Molho do Farol, 1º José Maria Machado, 2º Vítor Jorge Rosa , 3º Albino Fernandes, 4ª Prova nocturna na Praia de Faro, 1º Jorge Miguel, 2º João Nascimento, 3º Cassimiro Gago, 5ª Prova Molho do Ferragudo 1º Ernesto Marques, 2º Albino Fernandes, 3º António Fernandes, 6ª Prova Sagres 1º Albino Fernandes, 2º Emídio Cruz, 3º Bruno Gago.

Na classificação final em 1º Albino Fernandes com 47.720 pontos, 2º Emídio Cruz 42.510, 3º Ernesto Marques 39.385, 4º Bruno Gago 32.710, 5º Filipe Condinho 28.993 pontos. De destacar a participação de duas jovens Susana Bravo e Maria de Lurdes Condinho já habituais participantes nestes Campeonatos de Pesca Desportiva de Mar Inter Sócios, e da participação do jovem Ruben Jorge de 10a nos.

Aproveita o Clube de Caça e Pesca de S. Brás de Alportel a oportunidade para agradecer à firmas e entidades patrocinadoras sem as quais era impossível premiar os participantes em mais um Campeonato de Pesca Desportiva de Mar Inter Sócios do Clube de Caça e Pesca de S. Brás de Alportel que entretanto já iniciou a construção da sua nova sede velha aspiração da colectividade em vias de concretização.

*Estas e outras notícias podem ser lidas na edição de Fevereiro do Jornal Mensal "Notícias de S. Braz".

25 fevereiro, 2008

Enlace insólito

Homem casa com ele próprio

Insatisfeito com a realidade, homem casou...com ele mesmo!

Um cidadão chinês casou com ele próprio no início de Fevereiro, noticiou o New Express Daily (jornal chinês) esta quarta-feira, 20. Liu Ye, de 39 anos, da cidade de Zhuhai (sul da China, fronteira a Macau), desposou uma figura com a fotografia da sua cara. A figura, feita de espuma e com tamanho real (dele), estava vestida a rigor para a ocasião.
“Existem muitas razões para eu casar comigo mesmo, mas a principal é expressar a minha insatisfação com a realidade”, referiu Ye. Este casamento renova-me como pessoa, o meu entendimento do casamento é muito diferente do dos outros”, prosseguiu.
A cerimónia teve lugar num pátio tradicional, com mais de 100 convidados. Tanto a “noiva”, como o noivo foram acompanhados pelas madrinha e padrinho da união e apresentados às famílias e convidados para a tradicional benção.
Liu Ye diz que não é homossexual, mas admite que talvez seja “um pouco narcisista”.
Pedro Maia Ramos

CCDR Algarve pergunta aos algarvios: "como podemos ter melhores praias?"

"Na sua opinião como podemos ter melhores praias no Algarve?" esta é a pergunta que está a ser feita aos pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Algarve aos algarvios.

Trata-se de um inquérito de opinião sobre a qualidade de água balnear de diferentes praias do Algarve, com incidência para a época balnear de 2008. "Se conhece ou é frequentador habitual de praia ou praias na região, tem agora oportunidade de sugerir algumas alterações, no que se refere à informação disponibilizada ao público, aos acessos, à vigilância, à limpeza da praia, monitorização da qualidade da água, ou pode simplesmente dizer que a praia que frequenta é do seu agrado", lê-se no site da CCDR Algarve (www.ccdr-alg.pt).
A iniciativa realiza-se pela primeira vez em Portugal antes de ser publicada a lista oficial de praias que apresentam qualidade compatível com a prática balnear. "Promover a melhoria da qualidade da zonas balneares e adequar os serviços prestados às necessidades dos utentes" são os objectivos desta iniciativa que está em curso até ao próximo dia 29 de Fevereiro.
O formulário está disponível na página on-line da CCDR ou ainda através dos endereços da CCDR Algarve, das Câmaras Municipais, a Administração Regional de Saúde do Algarve, Centros de Saúde e Capitanias. Na mesma página é possível aceder à lista de praias que foram seleccionadas para esta recolha de opiniões.
in "Jornal do Algarve"

24 fevereiro, 2008

ATLETISMO

Ana Dias triunfa na Maratona Cidade de Sevilha

A atleta da Casa do Benfica de Faro, Ana Dias, venceu hoje a corrida feminina da 24.ª edição da Maratona Cidade de Sevilha 2008 – Grande Prémio da Andaluzia, disputada em Sevilha.
A algarvia – que procura apurar-se para os próximos Jogos Olímpicos – cumpriu o percurso de 42,195 km em 2:29.22 horas, seguida da espanhola Maria Abel (2:33.33) e da russa Sventlana Baigulova (2:37.41). A prova masculina foi ganha pelo queniano Samsom Kiptoo Bungei.
Edgar Pires / "Região Sul"

VOLTA AO ALGARVE EM BICICLETA 2008

Eisel vence fugido e Devolder leva amarela

O austríaco Bernhard Eisel (High Road) venceu hoje a última etapa da 34ª edição da Volta ao Algarve /Crédito Agrícola, depois de muitos quilómetros em fuga com mais oito ciclistas. Stijn Devolder (QuickStep), que furou na fase inicial da etapa, foi o grande vencedor da classificação geral, sucedendo a Alessandro Petacchi.

A tirada começou com muitos ataques mas foi preciso esperar quase 30 quilómetros para que alguém se conseguisse distanciar do pelotão, sendo Bernhard Eisel (High Road) e Diego Caccia (Team Barloworld) os primeiros fugitivos a merecer mais atenção. Eisel e Caccia estiveram na fuga do dia mas não foram os únicos, tendo na sua aventura mais sete companheiros: Constantino Zaballa e João Cabreira (LA-MSS), Koldo Gil e Isidro Nozal (Liberty Seguros), Celestino Pinho (Barbot-Siper), Rui Costa (Benfica) e Félix Cardenas (Team Barloworld).
Ao contrário do que aconteceu nas restantes etapas, esta fuga nunca teve muita vantagem para o pelotão, sendo a diferença máximo 4.50 minutos, mas, também ao contrário do que aconteceu até à jornada de hoje, os fugitivos conseguiram chegar à meta com alguma vantagem para o pelotão, à excepção de João Cabreira, que cedeu já nos últimos quilómetros.
Os fugitivos entraram no último quilómetro com 16 segundos de vantagem e já se esperava que fosse num sprint entre eles a discussão da vitória da última etapa desta Volta ao Algarve quando Eisel atacou para aquela que foi a sua primeira vitória em 2008 e a quinta em tiradas da Algarvia. No segundo lugar ficou Rui Costa, no terceiro Celestino Pinho e Stijn Devolder, integrado no pelotão, manteve a sua camisola amarela, sagrando-se vencedor da 34ª Volta ao Algarve e sucedendo a Alessandro Petacchi.
O segundo classificado foi Sylvain Chavanel (Cofidis), o terceiro foi Tomas Vaitkus (Astana) e Héctor Guerra (Liberty Seguros), em quarto, foi o melhor representante das equipas portuguesas.
A classificação dos pontos foi vencida por Robert Förster (Gerolsteiner), um dos ciclistas que mais se destacou ao longo da prova, Krasimir Vasilev (Palmeiras Resort-Tavira) e António Cosme (Madeinox-Boavista), dois dos grandes animadores destes cinco dias, venceram, respectivamente, a classificação da montanha e a classificação das metas volantes, Staf Scheirlinckx (Cofidis) venceu o combinado e a Astana foi a melhor na classificação colectiva.
Mais informações no site oficial da Volta ao Algarve em Bicicleta 2008.

Fado no Museu do Trajo

Noite de Fado com Carlos Plácido e Carlos Oliveira e fadistas convidados
Bar e refrescos disponiveis a partir das 20:30 h
Entrada: 3 €.
Hoje - Domingo - Dia 24 de Fevereiro, das 21h às 23h.

"MEMÓRIAS DA TELEFONIA" - Boney M - Rivers Of Babylon (1978)

23 fevereiro, 2008

Finalmente alguém descobriu o antídoto para o emplastro...

22 fevereiro, 2008

DECO INFORMA COMERCIANTES SAMBRASENSES

A Deco Algarve vai promover uma acção de formação junto dos comerciantes de São Brás de Alportel para os informar sobre os direitos do consumidor, a partir do dia 3 de Março.

A acção é destinada aos proprietários de lojas de pequeno comércio e aos seus funcionários e pretende dar-lhes ferramentas para evitar eventuais conflitos de consumo.

O curso será ministrado em horário pós-laboral e terá a duração total de 20 horas. É destinado a «Activos qualificados, empregados ou em risco de desemprego que exerçam funções no pequeno comércio», segundo a associação de defesa do consumidor.

Os interessados podem inscrever-se até ao dia 25 de Fevereiro na sede da Deco Algarve, situada na Rua Rasquinho, nº 19, em Faro ou no Centro de Apoio à Comunidade de São Brás de Alportel, sito na Rua Serpa Pinto, em São Brás. Mais informações podem ser obtidas através do 289 863 103.

A acção de formação resulta de uma parceria entre a Deco e a Câmara de São Brás de Alportel.

São Brás de Alportel - Gastronomia, Artesanato Serrano e muito mais... - FEIRA DA SERRA

21 fevereiro, 2008

Dias 21, 22, e 23 de Fevereiro - Teatro das Figuras - Faro

"Que Farei com Este Livro?"

A peça de José Saramago, é uma co-produção da Companhia de Teatro de Almada, A Companhia de Teatro do Algarve, Teatro Nacional D. Maria II e Teatro Municipal de Faro, E.M., com encenação de Joaquim Benite e conta com Paulo Matos, Luís Vivente e Teresa Gafeira no elenco. A "Magia" sobe ao palco do Teatro das Figuras nos dias 21, 22, e 23 de Fevereiro.


Que Farei com Este Livro? baseia-se na vida de Luís de Camões, e a acção gira em torno das vicissitudes que envolveram a publicação de Os Lusíadas. Regressado da Índia, depois de 17 anos de ausência da Pátria, Camões vem encontrar em Portugal um ambiente político marcado pelo projecto de D. Sebastião de conquista militar do Norte de África. O partido de D. Sebastião, alimentado por um espírito de grandeza e de poder, com um sonho de glória nacional, disputa a influência com o partido do seu tio, o cardeal D. Henrique, inquisidor-mor, avesso a aventuras militares, e o de sua avó, a rainha Catarina de Áustria, cujo projecto é a união de Portugal com Castela.

Camões, que pretende ver publicada a sua máxima obra, Os Lusíadas, vê-se envolvido neste ambiente de contradições e indefinições políticas, que dificultam a autorização para a publicação do seu livro. De resto, regressara pobre da Índia, e a sua influência na Corte é nula. Na peça surgem grandes figuras da intelectualidade portuguesa da época, tais como os humanistas Damião de Góis e Diogo do Couto, que tentam apoiar Luís de Camões nos seus desígnios.

José Saramago reflecte neste texto sobre as relações sempre difíceis entre o artista criador e o Poder, e faz-nos pensar sobre as contingências políticas que determinam o destino da obra de arte, estabelecendo paralelismos entre a época de D. Sebastião — caracterizada por um nacionalismo exaltado, a repressão do pensamento livre e uma sociedade em que a Inquisição assume um papel preponderante — e a nossa história recente. A história de Camões surge-nos como um paradigma de situação histórica em que um sonho totalitário conduziu à derrocada do Estado e à perda da independência, e em que a soberba e a intolerância caracterizavam as relações com o artista — por definição sempre avançado em relação à sua época.

FICHA TÉCNICA

Que Farei com Este Livro? de José Saramago
Encenação de Joaquim Benite;
Cenografia de Manuel Graça Dias e Egas José Vieira;
Figurinos de Sónia Benite;
Interpretação de Alberto Quaresma, Celestino Silva, Carlos Santos, José Martins, Luís Vicente, Maria Frade, Maria José Paschoal, Paulo Matos, Teresa Gafeira, Bruno Martins, Catarina Ascensão, Luís Ramos, Miguel Martins, Nuno Góis e Pedro Walter.


Co-Produção: Companhia de Teatro de Almada, A Companhia de Teatro do Algarve, Teatro Nacional D. Maria II, Teatro Municipal de Faro


A apresentação da peça “Que Farei com Este Livro?” assinala simultaneamente os 30 anos de existência da Companhia de Teatro de Almada e o 10º aniversário da ACTA - A Companhia de Teatro do Algarve. A ACTA comemora esta efeméride, no dia 23 (Sábado), no final do espectáculo, em reconhecimento do apoio recebido das entidades e instituições que sempre acompanharam aquela Companhia.

"Café Oceano" - Tertulia - Café Aliança - Faro

(Clique na Imagem para Ampliar)

20 fevereiro, 2008

34ª Volta ao Algarve em Bicicleta - 1ª Etapa

Förster é camisola amarela

Robert Förster, o alemão da GerolSteiner, foi o primeiro a cortar a meta da 34ª Volta ao Algarve em bicicleta. A etapa foi ganha ao sprint.
Mais informações aqui.

Para ouvir hoje na RUA FM

CRIA FM entrevista Governadora Civil de Faro

A governadora civil do distrito de Faro, Isilda Gomes, é a convidada do próximo CRIA FM, emitido hoje, 20 de Fevereiro, às 19:00 horas. O programa pode ouvir-se em 102.7 FM ou em qualquer parte através da emissão on-line
www.rua.pt.
Isilda Gomes vai fazer o balanço dos oito meses no cargo e vai abordar alguns aspectos como a segurança rodoviária. Em cima da mesa vai estar ainda o tema da segurança pública, nomeadamente o reforço policial previsto para o Verão e o aumento do sentimento de insegurança da população. A entrevistada vai falar também sobre outras questões como a imigração ilegal e a possibilidade de o Algarve poder vir a ser uma porta de entrada para cidadãos extra comunitários, a protecção civil, com ênfase para a vertente de prevenção e combate aos incêndios, o Programa de Desporto Adaptado e o papel dos governos civis em Portugal.
O programa é emitido às quartas-feiras, das 19:00 às 20:00 horas, com repetição aos sábados, às 12:00 horas. Cristina Élói - "Região Sul"

UALG apresenta Estudo sobre risco Sísmico e de Tsunamis

A Universidade do Algarve apresenta hoje, o ponto de situação do Estudo do Risco Sísmico e de Tsunamis para o Algarve (ERSTA).
Uma cerimónia que será presidida pelo Ministro da Administraçao Interna, Rui Pereira, no Auditório 3, do Campus da Penha.

O estudo visa o conhecimento aprofundado do risco sísmico e de tsunamis no Algarve e o desenvolvimento de um plano especial de emergência. Este estudo visa ainda desenvolver políticas de prevenção e protecção adequadas para a região e quantificar as vulnerabilidades existentes nos diferentes elementos em risco da sociedade regional, de forma a ser possível estimar os danos directos a elas associadas, face a diferentes cenários de catástrofe sísmica.

O Algarve tem sido objecto de estudos de risco e vulnerabilidades por diversas entidades, interessando, como tal, compilar e/ou melhorar toda a informação já existente sobre esta região.O estudo tem prazo de conclusão previsto para Dezembro de 2008.

34ª Volta ao Algarve em Bicicleta - Saiba tudo...!

As grandes competições velocipédicas estão de regresso às estradas nacionais com a realização da 34ª Volta ao Algarve em bicicleta cuja primeira etapa liga Albufeira a Faro esta quarta-feira. Será um pelotão de luxo, de 23 Equipas, 8 do Protour, 6 Profissionais Continentais e 9 Continentais, prefazendo quase 190 ciclistas.

As Equipas e as Etapas da Volta ao Algarve 2008

ProTour
Team Milram (Ger)
Quick Step (Bel)
Astana (Lux)
Silence Lotto (Bel)
Cofidis – Le Crédit par telephone (Fra)
Française des Jeux (Fra)
Gerolsteiner (Ger)
Team High Road (USA)


Profissionais Continentais

Benfica (Por)
Team Barloworld (GB)
Cycle Collstrop (Swe)
Mitsubishi – Jartazi (EST)
PSK Whirlpool – Author (Cze)
Topsport Vlaanderen (Bel)


Continentais
Liberty Seguros (Por)
Madeinox Boavista (Por)
Barbot Siper (Por)
Palmeiras Resort Tavira (Por)
C.C. Loulé (Por)
An Post - M. Donnelly - Grant Thornton - Sean Kelly Team (Irl)
Fercase Rota dos Móveis (Por)
Rabobank Continental (Nl)
LA MSS Póvoa (Por)


Etapas e respectivos percursos...

1 ª Etapa - 20.02 - Albufeira - Faro - 164.6 Km.
Partida Simbólica: C. M. de Albufeira, Eixo viário, rot. Á dir. p/Vale Paraíso.Partida Real: Junto ás Bombas da Repsol, Vale Paraíso, Ferreiras, á esq. p/Algoz, á dir. P/S. Bartolomeu de Messines, Messines, Eixo Viário, em fr. P/messines Centro, Centro, Crédito Agrícola, á dir. p/Alte, á esq. p/ Marreiros, Marreiros, Azinhal, Cortinhola, á esq. p/Almodôvar, Malhão, Sítio das Èguas, Fontes Ferrenhas, á dir. p/Dogueno, Azinhal, Telhada, Dogueno, á dir. p/Ameixial, Ameixial, Barranco do Velho, Salir, Benafim, á esq. p/Parragil, Parragil, á dir. p/Picota, Picota, Alfontes, EN 270, á esq. P/Loulé, Matos, Loulé, Goncinha, Alfarrobeira, Patacão, Faro.
Chegada: Av 5 de Outubro.

Percurso 1ª Etapa em PDF

2ª Etapa - 21.02 - Lagoa - Lagos - 189.5 Km
Partida simbólica: Auditório MunicipalPartida real: EN 125 direcção Portimão, Ponte nova de Portimão, Odeaxere, Lagos, rot á dir. p/Vila do Bispo, Raposeira, Vila do Bispo, á dir. p/Aljezur, Carrapateira, Alfambras, á esq. p/Aljezur,Aljezur, rot. Á esq. p/Lisboa, Rogil, Odexeice, S. Teotónio, á dir. p/Centro, á dir. p/Sabóia, Quintas, Relva Grande, Cabeço, á dir. p/Marmelete, Cruz. Á esq. p/Marmelete, Marmelete, Casais, á dir. p/Portimão, pass estreita, EN 125 (Penina), á dir. p/Lagos, Odeaxere, Lagos..Chegada: Av. Dos Descobrimentos
Percurso 2ª Etapa em PDF

3ª Etapa - 22.02 - Vila Real de Santo António - Loulé - 207,7 Km.
Parida simbólica: Complexo Desportivo, á dir. p/Av das Comunidades, EN 125.Partida real: Placa Hortas, Aldeia Nova, á dir. p/S. Bartolomeu, S. Bartolomeu, Vista Real, Junqueira, Azinhal, Guerreiros do Rio, Alcoutim, Cortes Pereira, IC 27, á esq.. p/Vila Real, á dir. p/Martimlongo, Pereiro, Martimlongo, Cachopo, Barranco do Velho, Salir, á dir. p/Portela do Barranco, Portela do Barranco, Corte Pinheiro, Atalaia, á esq. p/Salir, Sitio das Èguas, Malhão,Tameira, EN 124, á dir. p/Benafim, Benafim, á esq. p/Parragil, Parragil, EN 270, á esq. p/Loulé, Sep. Em fr., Loulé, rot do Ciclista, R. Eng. Duarte Pacheco, Av. Marçal Pacheco, Av. José da Costa Mealha.
Chegada: Av. José da Costa Mealha

Percurso 3ª Etapa em PDF

4ª Etapa - 23.02 - CRI - Castro Marim - Tavira - 34 Km.
Partida: Parque de Feiras de Castro Marim, á dir. p/S. Bartolomeu, rot. Em fr. p/Pisa Barro, Cruz em fr. p/Pisa Barro, rot em fr p/Pisa Barro, Pisa Barro de Baixo, cur. Á dir. p/Corte António Martins, Corte António Martins, Cruz á esq. p/Faz Fato, Faz Fato, pela esq. p/Estorninhos, Estorninhos, á dir. p/Tavira, á esq. p/Tavira, Casa Queimada, Curral de Boeiros, Fonte Salgada, EN 125, á esq. p/Vila Real, rot á dir p/Pista do Ginásio, rot em fr. p/Pista, á dir. p/Pista do Ginásio.Chegada: Pista do Ginásio.
Percurso 4ª Etapa em PDF

5ª Etapa - 24.04 - Vila do Bispo - Portimão - 193,5 Km.
Partida simbólica: C. M. de Vila do Bispo, rot. Á esq e á dir. p/EN 125.Partida real: EN 125 em fr. p/Lagos, Raposeira, á esq. p/Bensafrim, Barão de S. Miguel, Barão de S. João, á esq. p/Bensafrim,Bensafrim, rot. Á dir. p/Aljezur, á dir. p/Pincho, Pincho, Romeiras, á dir. p/Marmelete, Marmelete, Casais, Nave, á dir. p/Portimão, Porto de Lagos, á esq. p/Silves, á esq. p/Alferce, Laranjeira, Alferce, á dir. p/S. Marcos da Serra, á esq. p/Nave Redonda, Nave Redonda, á esq. p/Monchique, á dir. p/Selão, Portela da Viúva, á esq. p/Chilrão, Chilrão, Cruz. Á esq. p/Monchique, Casais, á dir. p/Portimão, passagem estreita, EN 125 (Penina), á esq. p/Portimão, á dir. p/Portimão, rot. Do Hospital, Passagem estreita, V6 em fr. p/Praia da Rocha, rot. Á esq. p/Praia da Rocha, rot. Á esq. p/Portimão. Portimão.Chegada: Zona Ribeirinha de Portimão.
Percurso 5ª Etapa em PDF

A "Algarvia" na Televisão...
À semelhança de outros anos, a Associação de Ciclismo do Algarve, entidade organizadora, estabeleceu com a produtora PGM - Projectos Globais de Media um acordo que vai permitir levar diariamente a milhões de telespectadores, em todo o mundo, as principais imagens da prova. Através da rede da Eurovisão serão distribuídas diariamente imagens para as estações públicas de cada país. Em Portugal, a Sport TV vai emitir todos os dias resumos de cerca de 15 minutos, estando previsto no fim da prova um resumo global alargado de 50 minutos.
O magazine TV Ciclismo (Sport TV), emitirá igualmente um resumo de 10 minutos, dia 27 às 20h20, com os melhores momentos da competição.
Horário de Resumos diários na Sport TV1: 4ª Feira (dia 20 – 1ª etapa) 01h00 5ª Feira (dia 21 – 2ª etapa) 00h00 6ª Feira (dia 22 – 3ª etapa) 23h40 Sábado (dia 23 – 4ª etapa - Contra-relógio) 23h10 Domingo (dia 24 – 5ª etapa) 22h50

Mais informações no site oficial da Prova!

19 fevereiro, 2008

ALGARVEPRESS ON-LINE



Em www.algarve-press.com está On-Line a edição
desta Semana do Jornal AlgarvePress!

18 fevereiro, 2008

Downhill: Hugo Martins triunfa na Taça do Município em São Brás

A terceira e última prova da I Taça do Município de São Brás de Alportel, em Downhill, disputou-se este fim-de-semana, consagrando Hugo Martins como o grande vencedor da competição.

O Cerro do Botelho recebeu 84 participantes, para uma descida alucinante na qual os atletas tiveram que mostrar toda a sua técnica, com o famoso "road-gap", com cerca de 2,5 metros de altura, em que saltavam a estrada de um lado ao outro, a fazer as delícias do público.

Após as duas mangas, Hugo Martins (Clube ANA Faro/Rentauto/Bikezone) conseguiu obter o melhor tempo. Com o triunfo, o corredor – que, aliás, já tinha ganho as outras duas etapas – sagrou-se o vencedor da primeira edição desta taça.

Já na classe de sub-17, foi Leandro Salgueiro (Avalanche V. Janes) que levou a melhor perante os seus adversários no final das três rondas.
Edgar Pires/"Região Sul"

17 fevereiro, 2008

"MEMÓRIAS DA TELEFONIA" - II



Deep Purple - "Smoke On The Water" - 1975

16 fevereiro, 2008

"MEMÓRIAS DA TELEFONIA" - I



Belinda Carlisle - "Heaven Is A Place On Earth"
Uma grande recoradação dos Anos 80!!!

15 fevereiro, 2008

Objectos de pele de cortiça vão estar em 100 locais de venda até final do ano

Sandra Correia - Em entrevista ao "Diário de Notícias"

Por: José Manuel Oliveira

Nasceu praticamente no meio da cortiça. Na infância passeava de burro com o avô paterno, António Correia, em propriedades da família no concelho de S. Brás de Alportel, na serra algarvia, onde brincava junto aos sobreiros e às alfarrobeiras. Na época própria, varejava amendoeiras. Ser "perseverante" e manter "os olhos bem abertos" foram os principais conselhos para a vida transmitidos por aquele familiar, que Sandra Correia sempre considerou "um sábio". Na fábrica de cortiça do pai, César Correia, conhecido ex-árbitro de futebol internacional, "brincava com pedacinhos de cortiça". Recorda o "cheiro da cortiça cozida", o "método de a trabalhar, os valores humanos e tudo o mais inerente" àquela actividade industrial, além da imensa curiosidade que a levava a "fazer muitas perguntas".

Já em 1995, então com 23 anos, e após ter concluído a licenciatura no Instituto Superior de Comunicação Empresarial, em Lisboa, Sandra Correia começou a trabalhar na empresa do seu progenitor, a Nova Cortiça, em S. Brás de Alportel, onde ainda hoje são fabricados milhões de discos para as rolhas de champanhe exportados para todo o mundo. Os "genes familiares" contribuíram para aumentar o interesse por aquele sector, até que surgiu a Pelcor, empresa inovadora a nível mundial ligada à comercialização de produtos manufacturados de pele de cortiça, a qual lidera há dez anos. "Surgiu exactamente devido a uma necessidade sentida na NovaCortiça, onde aprendi toda a técnica e fiz a minha escola", conta. "Quando em 2002, em face de várias conjunturas, tivemos um excedente de matéria-prima de qualidade, e uma vez que contávamos com parcerias com outras empresas, começámos a desenvolver a linha de produtos em pele de cortiça", lembra ao DN Sandra Correia. E por sempre ter sentido o sector "muito masculino", sonhou em dar a esta matéria "um toque e uma sensibilidade mais femininos".

Um guarda-chuva em cortiça, idealizado por aquela empresária, foi o primeiro objecto lançado pela Pelcor, numa Feira Internacional de Mulheres Empresárias Ibero-Americanas, em Almeria (Espanha). "As pessoas ficaram completamente boquiabertas por se tratar de uma grande inovação e não paravam de questionar como é que a cortiça nos pode proteger da chuva", congratula-se Sandra. Por ser na altura apenas uma amostra ainda sem cálculos de custo, nem tinha preço. Só depois foi colocado no mercado por cerca de 70 euros, que ainda mantém. A partir de então, não tardou a surgir com sucesso um rol de produtos, concebidos por designers, desde o pouf americano (uma espécie de banco), malas para senhora, pastas e sapatos, até candeeiros, blocos de apontamentos, canetas, cintos, molduras, porta-chaves, caixas, carteiras e luvas, com os preços a oscilar entre os cinco e os 280 euros.

Além de um estabelecimento em S. Brás de Alportel, a Pelcor conta com uma loja no Centro Comercial do Campo Pequeno, em Lisboa, e comercializa ainda os produtos num total de 60 unidades de retalho espalhadas pelo País. Até final deste ano, espera ver a pele de cortiça em cem estabelecimentos. Mas é na exportação que Sandra Correia mais aposta, em mercados como os Estados Unidos - o principal cliente - Inglaterra, Espanha, França, Japão e China. Em breve seguir-se-á o Dubai e os Emirados Árabes.
Se não fosse a cortiça, teria enveredado sempre pela área do marketing ou publicidade, por serem as de que mais gosta. Ou seria jornalista. "Outra área que aprecio imenso é a comunicação interna nas empresas, que já desenvolvi", afirma a empresária.
Madonna é a sua fonte de inspiração. "A forma como tem gerido a carreira de cantora e empresária é uma grande referência para mim", afirma. "Ela é de uma inteligência fabulosa, com excepcional capacidade de trabalho e ideias, e está sempre à frente na moda", enaltece Sandra. Elege como lema 'o sonho comanda a vida'.

Conta com nove colaboradores na empresa, todos jovens, cuja técnica é ser "simples" e "com uma leveza feminina" no tratamento cativa as pessoas. Define-se como "alegre, trabalhadora e comunicativa. "Quando tenho um objectivo luto por ele até ao fim", sustenta. "Sou perseverante e nunca desisto, factores decisivos para o sucesso empresarial", defende. Já o seu principal defeito é "pensar mais com o coração do que com a cabeça em termos financeiros. Muitas vezes, devia ser mais rigorosa e pensar mais em números. Tenho de deixar de ser benevolente. Ainda tenho uma visão romântica nos negócios".

Como "não se pode ter tudo na vida", Sandra Correia, que está a concluir, em Sevilha (Espanha), o doutoramento em Gestão e Estratégia na Área Empresarial, de forma a poder leccionar em universidades, prescinde, para já, de vida familiar. Benfiquista, com 36 anos e solteira, admite no entanto adoptar uma criança dentro de quatro anos.

Depois de ter ganho, em 2007, o prémio de Empreendedora do Ano, "o expoente máximo", atribuído pela Associação Nacional dos Jovens Empresários, não descura outras ambições na vida. Política? "Não, para já. O que não quer dizer que um dia não aconteça."

14 fevereiro, 2008

Ciclismo: Equipas algarvias apresentam-se

As equipas profissionais de ciclismo do Palmeiras Resort-Tavira e do Centro de Ciclismo de Loulé vão apresentar-se sexta-feira e sábado, dias 15 e 16, respectivamente.

Os tavirenses – que contam com um novo patrocinador principal para a época de 2008: a Palmeiras Resort substituiu a Duja – apresentam-se na sexta-feira, pelas 14:30 horas, no Hotel Albacora, em Tavira.

Por seu lado, os louletanos – que ainda não encontraram patrocinador principal para suprir a perda da Madeinox – dão-se a conhecer no dia seguinte, sábado, pelas 12:00 horas, no Largo de São Francisco, em Loulé.
Edgar Pires - In "Região Sul"

12 fevereiro, 2008

Região de Turismo do Algarve na Associação Rota da Cortiça

Teve lugar no último dia de Janeiro, no Salão Nobre dos Paços do Município de São Brás de Alportel, a Assembleia Geral Extraordinária da Associação Rota da Cortiça, para a tomada de posse dos novos elementos dos órgãos sociais, que irão desempenhar funções nos próximos três anos.

Na ordem de trabalhos desta assembleia esteve presente, como tema forte, a implementação da Rota da Cortiça, o projecto que lhe deu origem e que está a ser desenvolvido pela associação. No próximo mês de Julho, no âmbito de mais uma edição da Feira da Serra, a Rota da Cortiça será apresentada ao público.


Trata-se de um novo produto turístico, que pretende ser uma aposta chave na dinamização do interior algarvio e um dos vectores principais da estratégia de desenvolvimento turístico do Município de São Brás de Alportel.

A promoção deste novo produto conta com o apoio da Região de Turismo do Algarve (entidade associada da Rota) que reconhece o potencial turístico do “outro” Algarve – o das gentes genuínas, das artes tradicionais e da boa gastronomia.

11 fevereiro, 2008

Rota da Cortiça abre ao público no próximo Verão

O percurso da rota já está praticamente definido e começará a ser testado na Primavera. Até lá, serão promovidos debates sobre a cortiça e o sobreiral.

Texto:Hugo Rodrigues

Fotografia: Eulália botelho

O produto que muitos consideram o ouro «da Serra do Caldeirão, a cortiça, vai ter uma Rota a si dedicada a partir do próximo Verão. A Rota da Cortiça junta diversos agentes do interior e pretende dar a conhecer e valorizar esta riqueza, bem como as tradições e produtos típicos serranos.Apesar de apenas arrancar a 100 por cento no Verão, a Rota da Cortiça está praticamente definida, faltando apenas «ultimar alguns pormenores», revelou ao nosso jornal Márcia Jacinto, uma das técnicas ligadas ao projecto. A partir da Primavera começarão os «passeios de teste», para os quais serão convidadas entidades e associações de diversos sectores. A Rota da Cortiça será apresentada oficialmente e inaugurada durante a Feira da Serra de São Brás de Alportel de 2008. Foi neste concelho do interior algarvio que nasceu a ideia de criar a rota e é nele que se desenvolvem as actividades associadas a esta iniciativa.

A Rota da Cortiça começa no Museu do Trajo de São Brás de Alportel. Depois de um passeio pelas ruas da Vila, os visitantes são orientados para a Serra, para visitar montados de Sobreiro. Segue-se a visita a algumas aldeias típicas, como a de Alportel e Parises, a última das quais vive quase exclusivamente da apanha de cortiça.Mais tarde, a Rota da Cortiça vai ao encontro dos processos que tornam a cortiça um bem ainda mais valioso. As fábricas tradicionais de preparação desta matéria-prima são um ponto de passagem obrigatório, assim como as fábricas mais modernas, que se valem da mais avançada tecnologia para criar os seus produtos. Este é o itinerário principal da rota, mas os responsáveis pela iniciativa pensaram nos diferentes públicos com que terão de lidar. Assim, cada uma das visitas será «única e adaptada aos interesses das pessoas» que nela participam. Ou seja, para um grupo de jovens será criado um percurso diferente de um grupo de seniores ou de uma família.Apesar de ainda não estar no terreno, a Rota da Cortiça já foi lançada ao nível académico.

Em Novembro passado teve lugar o primeiro debate do ciclo «Conversas à volta do Sobreiro». Segue-se um outro debate em Março e um Seminário, que «encerrará o ciclo durante a Feira da Serra de 2008». Estas iniciativas pretendem aumentar o conhecimento em torno deste bem, fundamental para a economia sambrasense. Todos eles têm lugar no Centro de Apoio ao Desenvolvimento Sustentável, da associação In Loco.

Com a cortiça a servir de pólo aglutinador, a Câmara de São Brás e os seus parceiros neste projecto querem potenciar seis temas principais. Desde logo a valorização do Património e da Natureza, mas também a Vida Rural, a Tradição, a Inovação e o Conhecimento. Para atingir os objectivos, a Rota da Cortiça também prevê visitas a diferentes aldeias típicas, onde os visitantes poderão provar produtos como a aguardente de medronho, licores, mel, figos, amêndoas e doces. De caminho, podem ficar a conhecer as culturas de sequeiro, as hortas de regadio e estruturas agrícolas tradicionais, assim como noras, eiras e tanques de rega.

O projecto Rota da Cortiça é impulsionado pela Câmara de São Brás em parceria com a Associação de Empresários da Cortiça, a Associação de Produtores florestais da Serra do Caldeirão, a In Loco, a Associação de agricultores do Algarve e a Santa Casa da Misericórdia de São Brás de Alportel.

10 fevereiro, 2008

Centro de Interpretação e Educação Ambiental - Quinta do Peral (Arredores de São Brás de Alportel)

Quinta do Peral é um convite da Natureza

Por: G.I.D.I. C.M.S.B.A.

O Município de São Brás de Alportel inaugurou no passado dia 30 de Janeiro, o novo Centro de Interpretação e Educação Ambiental – Quinta do peral, uma porta aberta para mostrar a riqueza e as tradições do Algarve rural e transmitir aos mais jovens os valores do campo e as lições da Natureza.

Após décadas de dedicação aos mais pequenos, a antiga Escola Primária do Peral, localizada no sítio com o mesmo nome, a nascente do território de São Brás de Alportel, encerrou as suas portas às actividades lectivas em 2002, e volvidos seis anos volta a receber os sorrisos das crianças, albergando a nova Quinta do Peral, um novo espaço didáctico que é o culminar do trabalho de educação ambiental que tem vindo a ser desenvolvido pela edilidade são-brasense. O novo Centro de Interpretação e Educação Ambiental pretende ser o núcleo centralizador de todas as acções nesta área e constituir um local de referência para as crianças e jovens do concelho, em matéria de ambiente sendo simultaneamente um novo local de interesse turístico.
A obra de adaptação da antiga escola e espaço envolvente a Centro de Interpretação e Educação Ambiental orçou em cerca de 250.000,00 euros, tendo sido executada pela empresa A. M. Poucochinho lda, com financiamento de fundos comunitários, mediante programa PROALGARVE.
Com uma oferta diversificada de espaços e actividades, a Quinta do Peral convida jovens e menos jovens a (re) descobrir os valores do campo, os saberes, as tradições e os aromas do campo e da vida em contacto com a natureza.
Neste espaço poderão colaborar na realização de tarefas do dia a dia dos animais, celebrar as festividades do calendário rural, criar espaços de imaginação e criatividade, ouvir e contar histórias, participar nas actividades diárias e próprias de uma quinta: a lavoura, a horta, o forno… um mundo por (re)descobrir.
A Quinta está dotada de um conjunto diversificado de espaços, para proporcionar ao visitante uma ampla oferta de actividades:

> No Centro de Interpretação, há muito para descobrir, com um espaço de consulta de publicações informativas e uma sala multiusos, que acolhe exposições temáticas, ateliers, jogos e muitas actividades, com o acompanhamento de um técnico especializado.
> Na Horta Pedagógica, o Sr. José ensina os segredos da terra e com ele podemos aprender a semear, a mondar, a sachar ou a regar. Vemos crescer as plantas e acompanhamos o amadurecimento dos frutos. Na Hortinha dos Cheiros, descobrimos a utilidade das plantas aromáticas e medicinais disponíveis na natureza.
> Num passeio pelas Casas dos Animais, ficamos a conhecer os verdadeiros residentes desta Quinta: as ovelha, as cabras, as galinhas os faisões, os coelhos, as rolas, os patos e tantos outros... Na Cabana, encontramos o simpático burro Zacarias, sempre disposto a levar-nos num divertido passeio. E no centro da Quinta, o Lago é um espaço agradável, que nos permite observar as aves, os cágados e os peixinhos que têm aqui a sua casa.
> A Casa do Forno guarda a sabedoria da cozinha das nossas avós… Com a ajuda da D. Maria, podemos aprender a amassar e a cozer o pão, e a confeccionar deliciosas compotas, nas divertidas oficinas de sabores.
> No Cantinho da Compostagem, podemos descobrir este interessante processo ecológico de valorização de resíduos.
> Se quisermos fazer um piquenique e descansar um pouco, o Parque de Merendas, junto à Nascente do Riacho, é o local ideal para o lazer e o convívio;
> E no Parque da Alfarrobeira, temos encontro marcado com a brincadeira, em saudável contacto com a natureza!
Dirigido especialmente aos mais jovens, com um vasto conjunto de actividades adaptadas aos vários escalões etários. Para além de um vasto conjunto de actividades de carácter permanente, a quinta apresenta um plano anual de educação ambiental, estruturado em 4 ciclos trimestres dedicados a temáticas específicas.
Actividades regulares na Quinta
Atelier’s:
Papel reciclado, papel animado*
Energias renováveis: construção de fornos solares / construção de carrinhos solares*
Construção de ninhos*
Construção do “Jardim Suspenso”*
Compostagem

Oficinas dos Sabores*:
Como se faz o pão / Como se fabricam as compotas)

Jogos:
“Brincar na Quinta” - Jogos Ambientais e Tradicionais

Visitas Temáticas:
À descoberta da Quinta
À descoberta dos animais da Quinta “Animaia”
À descoberta da história do pão - Moinho do Bengado*
Passeios de Burro*

Actividades na Horta:
Peddy Papper “Quinta do Peral”*
Festas: “O meu aniversário na Quinta”*

Programas de Férias: “Férias na Quinta”*
* Actividades cuja participação carece de inscrição prévia

09 fevereiro, 2008

DOWN HILL

Realiza-se este fim-de-semana (dias 9 e 10 de Fevereiro 2008), no Cerro do Botelho, a grande final da Taça do Município de São Brás de Alportel em Down Hill, uma das vertentes mais espectaculares e radicais das bicicletas todo - o - terreno.

A organização do evento está a cargo do CCD dos Trabalhadores da Câmara Municipal e Junta de Freguesia de São Brás de Alportel e da Equipa do Moto Clube de Faro e tem o apoio do Motoclube “Os Unidos da Estrada”, dos Bombeiros Voluntários de São Brás e da Associação de Ciclismo do Algarve.
Muita adrenalina e emoções fortes, são os principais ingredientes, numa prova que marca a diferença e que vale mesmo a pena assistir.
Fica pois o convite para se deslocar até à pista no Cerro do Botelho (arredores da Vila de São Brás de alportel) e aconselhamos a que não falte...
Mais informações clicar aqui!

08 fevereiro, 2008

Bike Clube de São Brás forma equipa feminina


O Bike Clube de São Brás está a formar uma equipa de ciclismo feminina, estando a aceitar inscrições de jovens amantes de desporto e do mundo das bicicletas.

Para as eventuais interessadas, a oportunidade está à espera, bastando entrar em contacto com a associação são-brasense, pelo número 919208629 ou endereço electrónico bcs.bras@gmail.com
EP/RS

07 fevereiro, 2008

CICLISMO II

Palmeiras - Tavira - A novidade deste ano...

A formação tavirense definiu as provas que vai participar em 2008, sendo que a primeira em que recentemente marcou a diferença pela positiva e a exclusividade, pois foi a única equipa portuguesa na Tour de San Luís, na Argentina. Martin Garrido, a correr "em casa" triunfou com toda a classe.


Para além desta prova, a turma tavirense também já tem planeadas as restantes provas internacionais para 2008. São elas: Volta a África do Sul (16 a 23 de Março); Volta à Extremadura (23 a 27 de Maio); Tour Boucles de La Mayenne (19 a 26 de Junho); Volta à Comunidade de Madrid (16 a 20 de Julho) e Volta à Bulgária e Inglaterra (7 a 14 de Setembro).
Aos atletas Ricardo Mestre, Cláudio Apolo, David Blanco, Martin Garrido, Neslon Vitorino, Krassimir Vasilev, Luís Bartolomeu, Paul Sneeboer, Samuel Caldeira, David Livramento e Luís Silva, juntam-se as contratações Paulo Fernandes e Thomas Matcalfe (ex-C.C. Tavira), Alejandro Marque (ex-Madeinox) e Juan Gomis (ex-Vitória ASC).

CICLISMO

Volta ao Algarve já tem percursos definidos

Com arranque de Albufeira e final em Portimão, a 34.ª Volta ao Algarve em Bicicleta já tem os percursos das cinco etapas totalmente definidos. McEwen, Hunter, Zabel e Steegmans, entre outras estrelas do pelotão mundial, vão ter de correr cerca de 800 km.
A prova arranca dia 20 de Fevereiro, com a etapa Albufeira-Faro (164,6 km), a qual inclui passagens por Ferreiras, Messines, Malhão, Ameixial e Loulé. Com 189,5 km, a 2.ª etapa, agendada para 21 de Fevereiro, dirige-se para território barlaventino, ligando Lagoa a Lagos. O pelotão passa por Portimão, Odiáxere, Vila do Bispo, Aljezur, Odeceixe e Marmelete. A prova vira a sotavento com a 3.ª ronda (22 de Fevereiro), a mais longa, partindo de Vila Real de Santo António. Depois de passarem por Azinhal, Alcoutim, Martinlongo, Barranco-do-Velho e Benafim, os ciclistas concluem os 207,7 km em Loulé. Como novidade, surge o regresso do contra-relógio: vão ser 34 km, entre Castro Marim e Tavira, para correr no dia 23.
A 34.ª Volta ao Algarve finalizar-se-á, dia 24 de Fevereiro, com a 5.ª etapa, entre Vila do Bispo e Portimão (193,5 km). Raposeira, Bensafrim, Marmelete, Nave Redonda, Portela da Viúva e Monchique são alguns dos locais por onde o pelotão passará.
Entre outras estrelas, a competição contará com a presença de Rob McEwen (Silence-Lotto), Robert Hunter e Baden Cooke (Barloworld), Erik Zabel (Milram) e Gert Steegmans (Quick-Step).
Edgar Pires - in "Região Sul On - Line"

06 fevereiro, 2008

Exposição de máscaras "Face a face" no Museu do Trajo em São Brás de Alportel

A exposição de máscaras «Face a Face», da autoria de Maria de São José, abre no dia 19 de Janeiro, na galeria do Museu do Trajo, em São Brás de Alportel.

«O Carnaval está no ar e nós imaginamos os trajos carnavalescos e as máscaras, máscaras que escondem a personagem... Não é o caso das máscaras criadas por Maria de São José», explica a organização da mostra. «Elas tentam revelar pensamentos, sentimentos, expressões, estados de alma da artista. O seu trabalho expressa as experiências e vivências retidas no subconsciente e acumuladas ao longo dos tempos».

O tema desta exposição é dedicado a máscaras em argila e desenhos. Estes "Rostos" foram originalmente iniciados nos anos 70, mas só foram ultimados recentemente. Pode questionar-se se foram as caras por detrás das máscaras que originaram as pinturas e desenhos, algumas das quais fazem parte desta exposição.

Maria de São José é Licenciada em Pintura pela Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa. Viveu e estudou algum tempo nos Estados Unidos da América, Arte e Design no Art Institute of Boston, e também Design Gráfico na Universidade de Massachusetts em Amherst. Expõe individualmente e colectivamente desde 1969, tanto em Portugal como nos Estados Unidos e Alemanha, trabalhos de desenho, pintura e escultura.

As suas máscaras estão em exibição com o título pertinente "Face a Face" na Galeria do Museu do Trajo de São Brás de Alportel, de 19 de Janeiro a 5 de Março.

05 fevereiro, 2008

Carnaval de São Brás de Alportel

Vem aí mais uma edição do Carnaval Tradicional...

Como também já é tradição, realiza-se mais um Concurso de Desfile de Carnaval, um concurso que vai já na 8.ª edição, procurando valorizar as antigas tradições do Entrudo e dinamizar o Desfile Popular de Foliões que na terça-feira gorda traz à Avenida da Liberdade, no centro da vila de São Brás de Alportel, a alegria e a cor próprias da quadra mais divertida do ano.

Em São Brás de Alportel, o Carnaval é Tradicional, à moda do Entrudo algarvio, e a Festa é de todos. Só ou em grupo, todos podem juntar-se ao corso e alimentar este mar colorido que promete inundar a Avenida, com muitos disfarces, muitas máscaras, brincadeiras e sátiras sociais, à mistura com confetis e papelinhos.
E porque é Carnaval, ninguém leva a mal, como diz o povo!...

Programa
Dia 1 de Fevereiro - 6ª feira - 10h00 - Av. da Liberdade
Desfile de Carnaval das Crianças
Org.: Câmara Municipal de S. Brás Alportel e Agrupamento de Escolas.

Dia 3 de Fevereiro - Domingo - 10h00 - Corotelo
Marcha de Carnaval
Org.: Instituto do Desporto de Portugal, Câmara Municipal de S. Brás de Alportel e Sociedade Recreativa do Corotelo.

Dia 5 Fevereiro - 3ª feira de Carnaval - 15h00 - Av. da Liberdade
Carnaval tradicional de São Brás ‘2008 - Desfile de Foliões e Carros Alegóricos - VIII Concurso de Carnaval
Org.: Câmara Municipal de S. Brás de AlportelColaboração: Associações e grupos informais do concelho / Carnaval de Bordeira

REGULAMENTO DO VIII CONCURSO DE DESFILE DE CARNAVAL

I. Data e Local de Realização: O VIII Concurso de Desfile de Carnaval realiza-se na terça-feira de Carnaval,dia 5 de Fevereiro, na Avenida da Liberdade.
II. Objectivos: A realização deste concurso tem como objectivo valorizar e preservar astradições carnavalescas; dinamizar o tradicional desfile de Carnaval deSão Brás de Alportel; incentivando a criatividade, a imaginação, o espíritofolião e de sátira social, próprios desta quadra e o espírito de trabalho emequipa e de comunidade, em torno de uma actividade lúdica recreativa quepromove a animação e assinala uma data festiva.
III. Categorias admitidas a Concurso: I. Grupo com carro - acompanhado por um mínimo de sete elementos;II. Grupo a pé - composto por um mínimo de quatro elementos;III. Participante Individual - composto por um único indivíduo disfarçado;ou por um grupo composto por um número máximo de três elementos,desde que represente uma só figura ou personagem.
IV. Inscrições: 1. A inscrição no concurso é realizada mediante o preenchimento de umaficha de inscrição, que deverá ser entregue no Gabinete do Munícipe daCâmara Municipal até ao dia 1 de Fevereiro;2. Prazo excepcional de inscrição:Poderão também ser aceites inscrições no próprio dia do desfile (5 deFevereiro), entre as 14h00 e as 15h00 no Secretariado do Carnaval (afuncionar na Galeria Municipal), sendo que participantes inscritos nesteprazo excepcional sofrem uma redução de 3 pontos na classificação;3. As fichas de inscrição, bem como o regulamento encontram-sedisponíveis no Gabinete do Munícipe da Câmara Municipal e no sítio domunicípio na Internet, em http://ww.cm-sbras.pt ;4. Não é permitida a inscrição, em simultâneo, de um mesmo indivíduo emdiferentes categorias, isto é, nunca o mesmo indivíduo pode concorrercomo elemento de um grupo a concurso (com carro ou a pé) e emsimultâneo na categoria de individual.
V. Identificação: Os participantes a concurso deverão estar identificados com o número quelhes é fornecido pelo secretariado do Concurso (a funcionar na GaleriaMunicipal, durante a realização do Concurso) e apresentar no carro ou nodisfarce a designação da associação/colectividade que lhes dá apoio ourepresenta.Este Carnaval vai ser SensacionalConcorra !!
VI. Júri: O júri do Concurso será constituído por cinco elementos convidados, pessoas idóneas e de áreas diversificadas. Da decisão do júri não haverá recurso.
VII. Critérios de Avaliação: A avaliação do Júri tem por base os seguintes critérios:1. Criatividade e originalidade do tema;2. Elaboração e construção do carro e ou disfarces;3. Dinamismo, alegria e animação do grupo /participante;4. Cumprimento dos requisitos do regulamento e correcta inscrição.
VII. Prémios: Serão atribuídos prémios, nas diferentes categorias, conforme abaixo se descrimina:Grupo com carro: Primeiro prémio - 350€;Segundo prémio - 225€;Terceiro prémio - 100€; Grupo a pé:Primeiro prémio - 250€;Segundo prémio - 150€;Terceiro prémio - 100€;Participante Individual:Primeiro prémio - 100€;Segundo prémio - 50€;Terceiro prémio - 25€;
VIII. Apoios: A Câmara Municipal poderá atribuir, posteriormente, a associações participantes neste concurso, provenientes da área do município, um apoio financeiro, a definir em Reunião de Câmara, para ajudar a custear as despesas efectuadas com a elaboração dos carros e ou disfarces. A associação que deseje receber este tipo de apoio deve apresentar um pedido dirigido à Câmara Municipal, num prazo de 20 dias úteis após a realização do Concurso, descriminando o conjunto de despesas realizadas, sendo que o apoio a atribuir pela Câmara Municipal nuncapoderá exceder um montante máximo de 500,00 euros.
IX. Outras disposições: Qualquer dúvida ou omissão no Regulamento será resolvida pela organização, a cargo da Câmara Municipal de São Brás de Alportel.

04 fevereiro, 2008

JAMÉ...!

Imagem picada do Blog "A Minha Matilde"

02 fevereiro, 2008

Piano no Museu do Trajo

Alena Khmelinskaia e Júlia de Azevedo, alunas do Conservatório Regional Maria Campina, vão levar a cabo um concerto de piano no Museu do Trajo, em São Brás de Alportel, no próximo dia 2 de Fevereiro, pelas 20h30m.
Ambas as jovens, 16 e 12 anos, já foram galardoadas com inúmeros prémios em concurso. As entradas custam 7 euros para o público em geral e 5 euros para os Amigos do Museu.

01 fevereiro, 2008

Regulamento Municipal de Instalação, Exploração e Funcionamento dos Estabelecimentos de Hospedagem

Aprovado em Assembleia Municipal de 27 de Fevereiro de 2007 e publicado em Diário da República, encontra-se em vigor o novo Regulamento Municipal de Instalação, Exploração e Funcionamento dos Estabelecimentos de Hospedagem.

Ao criar este regulamento municipal, a Câmara Municipal teve em consideração o facto da promoção da actividade turística no município de São Brás de Alportel assumir uma elevada importância estratégica, não só a nível económico mas também social, pelo que importa zelar pela sua preservação e qualidade, regulando e controlando de forma eficaz a oferta, como também promover um produto turístico alternativo aos restantes tipos de alojamento.
Neste sentido, a Câmara Municipal de São Brás de Alportel procedeu à regulamentação desta matéria, tendo em vista suprir um vazio legal, reunindo num único documento todas as regras e princípios que devem nortear a instalação e funcionamento dos estabelecimentos de hospedagem na área do município.
Para consultar o Regulamento Municipal de Instalação, Exploração e Funcionamento dos Estabelecimentos de Hospedagem aponte na seguinte hiperligação:
Regulamento Municipal de Instalação, Exploração e Funcionamento dos Estabelecimentos de Hospedagem

"Os Artistas", dia 1 de Março às 22h30m

Concerto "AMAR GUITARRA" (ex - Las Guitarras Locas") em FARO

Amar Guitarra é uma viagem apaixonada pelo universo sonoro latino, com passagem por terrenos do jazz e do blues, conduzida por guitarras em diálogo.


Em 2008, João Cuña e Luís Fialho, decidem apostar num projecto musical instrumental mais ambicioso: “Amar Guitarra”, que resulta da evolução natural do projecto inicial “Las Guitarras Locas”, e onde a guitarra portuguesa assume um papel de relevo.


O agora quarteto conta com uma sólida secção ritmica a cargo do veterano Raimund Engelhardt na percussão (tablas, cajon e cimbal) e do jovem talento Marco Martins no baixo “fretless”. Brevemente será disponibilizada a primeira aposta discográfica deste colectivo. Consulte toda a informação, contactos, vídeos, fotos e agenda de concertos em: www.myspace.com/amarguitarra

- ALMA ALGARVIA - De S. Brás de Alportel para o Mundo!!! - Sinta o pulsar de tudo o que de mais importante e interessante acontece em São Brás de Alportel e no Algarve!!! -